(Superliga) No primeiro jogo em casa, Moda Maringá vence Kappesberg/Canoas

Com o ginásio Chico Neto lotado, o Moda Maringá, que fez sua estreia em casa, venceu o Kappesberg/Canoas por 3 sets a 0, parciais de 22/20, 21/15 e 21/14, pela segunda rodada da Superliga 2013/2014. Com o resultado, a equipe paranaense conquistou três pontos, alcançando a mesma pontuação do time gaúcho, que havia vencido na primeira rodada.

Com apoio da torcida, o Moda Maringá começou ditando o ritmo da partida e abriu 7 a 5 no primeiro tempo técnico, mas o Kappesberg/Canoas não se intimidou e conseguiu igualar o placar. As duas equipes se revezaram na liderança até o final, quando um lance envolvendo a arbitragem acabou desconcentrando o time gaúcho, que acabou perdendo por 22 a 20.

A vitória no set anterior animou os maringaenses, que novamente chegaram ao primeiro tempo técnico na frente: 7 a 6. Com o Kappessberg/Canoas errando o time paranaense foi abrindo vantagem, com destaque para o central Acácio, que ajudou a equipe da casa a fazer 14 a 10. Sentindo a ausência de um oposto (o ponteiro Bozko começou a partida, pois Luan e Xanxa estão machucados e Dennis sem condições legais de atuar), o técnico Marcelinho Ramos colocou o levantador Murilo na posição, a mudança não surtiu e o Moda Maringá aplicou 21 a 15.

No terceiro set, os donos da casa mantiveram a mesma postura ofensiva dos sets anteriores e fizeram 8 a 5 logo no início do período. O Kappesberg/Canoas continuou com Murilo jogando de oposto e Rafinha como levantador, algo que não deu certo, tanto que na sequência entrou Alê em quadra. Neste momento, os paranaense já tinha grande vantagem e só foram administrando o placar até fecharem em 21 a 14.

“O time foi bem, soube suportar a pressão do primeiro set. Foi um jogo difícil, que ficou fácil pois o time soube se portar e administrar a vantagem. Mas ainda temos muito a melhorar, foi uma boa vitória, mas a Superliga é longa e temos muitos jogos difíceis pela frente”, avaliou o técnico Douglas Chiarotti.

“A derrota passou por dois pontos fundamentais, que são nossos pontos fortes. O saque não entrou e não conseguimos decidir no ataque, mesmo jogando com passe na mão. Isso não pode ocorrer contra uma equipe forte como a do Moda Maringá. Além disso, ainda estamos sem opostos, por causa das lesões de Luan e Xanxa. Mas não podemos ficar lamentando, tem que se valorizar esse grupo e todo esforço que fizeram para suprir esses problemas. Agora vamos trabalhar muito para a melhorar no próximo jogo”, disse o técnico Marcelinho Ramos.

O Moda Maringá volta em quadra no dia 5 de outubro, às 21h30min, contra o Brasil Kirin/Campinas, no ginásio Chico Neto. Já o Kappesberg/Canoas só retorna a jogar no dia 16 de outubro, às 20h, também contra o Brasil Kirin/Campinas, no ginásio La Salle.

Equipes:

Moda Maringá: Ricardinho, Lorena, Quiroga, Renato, Acácio, Felizardo e Dustin (líbero)
entraram: Gelinski e Najari
Técnico: Douglas Chiarotti

Kappesberg/Canoas: Murilo, Bozko; Minuzzi, Temponi; Gustavo, Giovanni e Jeffe (líbero)
entraram: Rafinha, Enrico, Alê e Salsa
Técnico: Marcelinho Ramos

foto: Fernando Potrick/Kappesberg/Canoas

Comentários