Ginásio Plácido Rocha pode virar mais um ‘elefante branco’

Os times profissionais do Vôlei Futuro terminaram e apenas o projeto social, com crianças, continuará funcionando. Na sexta-feira, uma reportagem feita pelo canal ESPN me chamou a atenção por mostrar o ginásio Plácido Rocha, considerado até pouco tempo um dos mais modernos e bem equipados do país. Assim como vários locais esportivos no Brasil, ele pode se tornar mais um ‘elefante branco’.

A secretária de esportes de Araçatuba, Claudia Crepaldi, comentou que, hoje em dia, vem sendo difícil para o empresariado brasileiro apostar na Superliga, pois a competição se tornou muito cara. Além disso, ela reclamou da falta de incentivo por parte da Confederação Brasileira de Vôlei, que não vê a realidade dos municípios, e está preocupada com a manutenção do ginásio, que já sofre com a falta de alguns cuidados.

Olhando a reportagem da ESPN, penso que cada um tem sua responsabilidade. O ginásio Plácido Rocha pertence ao município e está listado como um dos locais para treinamentos visando os Jogos Olímpicos Rio/2016. A Reunidas, quando iniciou o projeto do Vôlei Futuro, investiu no local, deixando o mesmo com uma tribuna de poltronas almofadas e com climatização. 

Infelizmente o Vôlei Futuro encerrou suas atividades, mas é neste momento que a prefeitura de Araçatuba deve se movimentar para manter um patrimônio. Os políticos adoram realizar obras imponentes como viadutos, pontes e ginásios esportivos, exemplos não faltam e várias cidades, porém poucos conseguem transformar locais sem uso em algo realmente importante para a comunidade local.

Atualmente, o piso especial italiano para a prática do voleibol está instalado, impossibilitando a prática de outros esportes no local. Entretanto, isso não é um problema que não possa ser resolvido, seja com a venda do mesmo ou o empréstimo para outra praça esportiva. A única coisa que não gostaríamos de ver é um ginásio tão bonito ser esquecido, pois o Brasil é campeão em construir coisas novas que em pouco espaço de tempo tornam-se obsoletas.

PS: Neste momento vejo o Mundial de Esportes Aquáticos, que ocorre em Barcelona, na Espanha. Para esse evento, mais de 90% das instalações são as mesmas utilizadas nos Jogos Olímpicos de 1992, ou seja, algo para refletir.

foto: Vôlei Futuro/Divulgação

Comentários

  1. Não é difícil pensar em uma solução para o ginásio. Gente é um ginásio de vôlei, totalmente equipado, o que a prefeitura de Araçatuba está esperando para promover um programa de incentivo à prática de vôlei?
    Criar campeonatos interescolares e/ou municipais. Basta procurar por patrocinadores pequenos e locais para contribuírem na manutenção e preservação do espaço. Eles precisam agir ao invés de esperar que uma solução caia do céu em suas mãos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro