(Superliga) Volta Redonda ganha no tie-break da UFJF e segue invicto

Em um jogo de altos e baixos, o Volta Redonda enfrentou a UFJF, no ginásio da faculdade de educação física, em Juiz de Fora, e venceu por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 18/25, 25.21, 19/25 e 11/15. Com esse resultado, os cariocas chegaram a segunda vitória e estão com quatro pontos, na quarta posição da Superliga 2012/2013, Já os mineiros somaram seu primeiro ponto na competição.

A UFJF começou com um ritmo forte e abriu 8 a 5 no primeiro tempo técnico. Os visitantes reagiram e se aproveitaram dos erros de saque para encostar no placar em 9 a 8. O time da casa, porém, não deu chances ao azar e abriu cinco pontos de frente na segunda parada técnica: 16 a 11. Apoiados pela torcida, os juiz-foranos aumentaram a vantagem e fecharam o set em 25 a 19.

O segundo set começou com saque para fora do Volta Redonda. Apesar disso, os cariocas reagiram e viraram o placar para 5 a 2, chegando ao primeiro tempo técnico na frente, 8 a 3. O placar chegou a estar 15 a 10 para os visitantes, mas com a entrada de Hugo no lugar de Japa a UFJF se reorganizou em quadra e com o apoio das arquibancadas reduziu a vantagem para três pontos na segunda parada técnica: 13 a 16. Em determinando momento, o clima esquentou entre os jogadores e no retorno ao jogo, o Volta Redonda se aproveitou do nervosismo do time mineiro para fechar em 25 a 18.

A UFJF iniciou ansiosa no terceiro set, que era disputado ponto a ponto. O capitão Aureliano começou a fazer a diferença nos bloqueios e ajudou a Federal a chegar a primeira parada técnica: 8 a 5. A vantagem aumentou para quatro pontos no segundo tempo técnico: 16 a 12 Volta Redonda. Com a torcida fazendo muito barulho, a Universidade chegou a abrir 24 a 17. Mas como emoção pouca é bobagem, os mineiros só conseguiram fechar o set em 25 a 21, com uma bola de Luan pela entrada de rede.

No quarto set, os times entraram com um ritmo forte. Na primeira parada técnica, a UFJF estava na frente: 8 a 5. A experiência de Aureliano e a força de Juninho faziam a diferença a favor dos juiz-foranos. No segundo tempo técnico foi a vez dos cariocas chegarem a frente no placar: 16 a 13. O técnico Mauricio Bara inverteu Gelinski e Luan por Wanderson e Ricardinho e colocou também Clinty no lugar de Juninho. O Volta Redonda soube se aproveitar melhor, abriu vantagem e venceu o set por 25 a 19.

No tie-break o equilíbrio do jogo foi mantido. A UFJF não conseguia passar pelo bloqueio carioca, o que fez os visitantes chegarem à frente no tempo técnico: 8 a 5, com destaque para o oposto Leozão, com 24 acertos em todo o duelo. O Volta Redonda conseguiu aumentar a diferença e fechou o set e o jogo de virada, por 15 a 11.

“Tivemos um jogo controlável em alguns momentos, mas sofremos com o saque flutuado que quebrou nosso jogo e perdemos pontos preciosos”, disse o técnico Maurício Bara.

“Falhamos na recepção algumas vezes e houve erros forçados em momentos decisivos. A parte tática estava boa, mas alguns detalhes e pontos importantes não foram feitos”, afirmou o líbero Fábio Paes.

No próximo sábado, às 19h30min, a UFJF encara a Funvic/Midia Fone, novamente no ginásio da faculdade de educação física, em Juiz de Fora. No mesmo dia, às 19h, o Volta Redonda recebe o RJX, no ginásio da Ilha São João.

Equipes:

UFJF: Danilo Gelinski, Japa, Aureliano, Luan, Juninho, Robinho e Fabio Paes (líbero)
entraram: Ricardinho, Victor, Wanderson, Hugo e Clinty
Técnico: Mauricio Bara

Volta Redonda: Rodrigo Ribeiro, Jonatas, Ezinho, Leozão, Vinicius, Giovanni e Alex (líbero)
entraram: Bruno, Canuto, Maurício
Técnico: Alessandro Fadul

foto: UFJF/Divulgação

Comentários