Sesi-SP pode ter até quatro desfalques para enfrentar a Medley/Campinas

A confusão ocorrida no ginásio do Taquaral, na primeira partida da decisão do Campeonato Paulista, pode acabar desfalcando o Sesi-SP para o duelo do próximo sábado, às 13h, no ginásio da Vila Leopoldina. Isso porque, a Federação Paulista de Vôlei anunciou que indiciou quatro atletas do clube paulistano, além de três membros da comissão técnica da Medley/Campinas.

Os opostos Leozão e Lorena, o ponteiro Cléber e o central Sidão foram indiciados no artigo 257 (participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A pena é de dois a dez jogos de suspensão e o julgamento está marcado para a próxima quinta-feira.

Além deles, o supervisor técnico Fernando Maroni, o preparador físico Jaime Lanzini e o fisioterapeuta Marcelo Guidoti, todos da Medley/Campinas, também foram incluídos no artigo 257. Entretanto, Maroni ainda foi denunciado em mais dois artigos: 254 (agressão, com pena de seis a 12 partidas) e 258 (conduta antidesportiva, com pena de uma a seis partidas).

Para finalizar, o Medley/Campinas também vai responder a outros dois artigos. Por não ter um médico e uma enfermeira à disposição, foi enquadrado no artigo 211 (falta de infraestrutura necessária), com multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Além desse, também foi indiciado no artigo 213, por deixar de prevenir incidentes durante os jogos, com multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

foto: Cinara Piccolo/Medley/Campinas

Comentários