(Mundial de Clubes) Sada/Cruzeiro passa pelo Belchatow e garante vaga na final

O Sada/Cruzeiro está na decisão do Mundial de Clubes. O time brasileiro encarou os poloneses do PGE Skra Belchatow e venceram por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 23/25, 27/25 e 23/25 e 15/9, no Aspire Dome, em Doha. Na grande final, os mineiros encaram novamente os tricampeões do Trentino, da Itála, que venceram os russos do Zenit Kazan na semifinal.

O primeiro set começou equilibrado, com os dois times forçando o saque e apostando nas jogadas pelas pontas. Na primeira parada técnica, o Sada/Cruzeiro tinha vantagem de dois pontos: 8 a 6 e essa diferença foi mantida no segundo tempo obrigatório, com o placar de 16 a 14. Os mineiros, melhores nos contra-ataques, conseguiram abrir e com uma bola para fora de Winiarski fecharam por 25 a 21.

O Berchatow iniciou o segundo set melhor em quadra, principalmente no bloqueio, tanto que chegou a primeira parada técnica com 8 a 6. O Sada/Cruzeiro tinha não tinha o mesmo aproveitamento no saque como anteriormente e isso fez os poloneses chegarem a 16 a 14 no segundo tempo técnico. Com o oposto Atanasikevic virando quase todas as bolas, os brasileiros acabaram perdendo por 25 a 23.

Assim como no início do jogo, o terceiro set foi bastante equilibrado, com o Berchatow chegando a primeira parada técnica com 8 a 7. Para reverter o placar, o técnico Marcelo Mendez sacou Wallace e Leal para as entradas de Mauricio e Sanchez, que ajudaram o Sada/Cruzeiro a virar para 16 a 15. A partir daí, o duelo foi de ponto a ponto, com destaques para Winiarski de um lado e Douglas Cordeiro de outro. Mesmo com vários erros de saques, os brasileiros lutaram bastante e fecharam o período em 27 a 25.

O quarto set não poderia começar melhor para o Sada/Cruzeiro, que conseguiu abrir 4 a 0 após um bloqueio de Maurício, que seguiu no jogo, assim como Sanchez. Na primeira parada técnica, o time brasileiro, que melhorou no saque, tinha 8 a 4 e mesmo com uma pequena reação do Berchatow, a equipe de Marcelo Mendez fez 16 a 13 na segunda parada técnica. A equipe polonesa cresceu após três bloqueios seguidos e empatou em 20 a 20, fazendo o jogo ganhar um pouco de dramaticidade. No final, após uma bola Vincic, o time europeu fechou em 25 a 23.

Como era esperado, o tie-break foi equilibrado desde o começo, sendo que Berchatow errava demais o saque, tanto que o Sada/Cruzeiro aparecia na frente com 5 a 4 no placar. Na virada de lado, os brasileiros continuavam com vantagem de um ponto: 8 a 7, após ataque de Wallace, que voltou ao time desde o início deste set. Na volta a quadra, William fez a diferença no saque, fazendo os cruzeirenses abrirem 11 a 7 e com um bloqueio simples de Acácio, os brasileiros fecharam em 15 a 9.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Filipe, Leal, Acácio, Douglas Cordeiro e Serginho (líbero)
Técnico: Marcelo Mendez

PGE Skra Belchatow: Wlazly, Plinsk, Klos, Atanasijevic, Woicki, Winiarski e Zatorski (líbero)
Técnico: Jacek Nawrocki

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro