(Mundial de Clubes) Sada/Cruzeiro busca título e quebra de hegemonia italiana

Nesta sexta-feira, às 13h (horário de Brasília), o Sada/Cruzeiro entra na quadra do Aspire Dome, em Doha, em busca de um feito inédito no Mundial de Clubes. Além de conquistar o título da competição internacional pela primeira vez, a equipe brasileira tenta quebrar uma hegemonia italiana, pois o Trentino é o atual tricampeão. O Bandsports transmite o duelo ao vivo.

“Claro que é uma grande motivação pensar nesse título inédito para nós do Sada e também para o vôlei brasileiro. Sabemos que será muito difícil, mas se temos essa oportunidade temos que agarrá-la com todas as forças. Temos um grupo com muita vontade de jogar”, declarou o levantador William.

“Estamos muito orgulhosos por atingir essa marca, de sermos o primeiro time brasileiro a chegar na decisão, nessa nova fase do campeonato. Até hoje somente um time do país conseguiu esse feito. Vamos continuar nosso trabalho e nos preparar bem para essa final”, comentou o técnico Marcelo Mendez.

O Sada/Cruzeiro é o primeiro time masculino do Brasil a disputar uma decisão de Campeonato Mundial de Clubes, desde 1991, quando o então Banespa repetia o feito do ano anterior e chegava à decisão contra o italiano Ravenna, que ficou com o título. No ano seguinte, 1992, o campeonato foi temporariamente paralisado. E no novo formato do Mundial de Clubes, sediado no Qatar desde 2009, o time celeste é o primeiro clube brasileiro a garantir vaga na final.

“É uma situação atípica para nós. Já estamos entre os dois melhores times do mundo. A gente está na final mais importante que poderíamos disputar, mas não podemos comemorar muito. Agora nós temos que respirar, descansar e começar a nos preparar para o jogo contra o Trentino. Fizemos um 3 a 2 contra eles na fase classificatória e mostramos que a gente tem condições de vencê-los”, disse o central Douglas Cordeiro.

Em 2009 e 2010, o adversário do Trentino na final do Mundial de Clubes foi o PGE Skra Belchatów, da Polônia, justamente a equipe eliminada pelo Sada/Cruzeiro na semifinal deste ano. Para chegar a decisão, os italianos derrotaram os russos do Zenit Kazan.

foto: FIVB/Divulgação

Comentários