Após o Mundial de Clubes, Rodrigão volta ao Brasil pensando no vôlei de Praia

Pelo último jogo do Grupo A do Mundial de Clubes, o Al-Rayyan venceu o Tigres por 3 sets a 0, parciais de 25/13, 25/17 e 25/18. O resultado da partida não mudou nada para os clubes, mas essa pode ter sido a última participação em quadra do central Rodrigão, que defendeu o time do Qatar na competição.

Medalha de ouro em Atenas/2004 e prata em Pequim/2008 e Londres/2012 com a Seleção Brasileira, o jogador não tem contrato com nenhum clube e desde o final dos Jogos Olímpicos deste ano já manifestava o interesse de atuar no voleibol de praia. Resta saber agora como será a adaptação do central, que em sua carreira passou por Report/Suzano, Banespa, Ferrara (ITA), Macerata (ITA), Pinheiros, Ankara (TUR) e Sesi-SP.

“Já comecei a treinar na areia com amigos em Santos, onde moro, e estou buscando informações para montar uma boa estrutura visando a entrar no circuito nos próximos meses”, comentou Rodrigão.

foto: FIVB/Divulgação

Comentários