(Jogos Olímpicos) Com grande atuação, Brasil faz 3 sets a 0 na Rússia

Alegria e velocidade marcaram a segunda vitoria da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Com uma grande atuação de Murilo, os brasileiros venceram a Rússia por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/23 e 25/21. Com o resultado, a equipe verde e amarela chegou a seis pontos e está na liderança do Grupo B ao lado dos Estados Unidos, sendo que na próxima quinta-feira, às 16h (horário de Brasília), os dois se enfrentam em um grande clássico.

O primeiro set começou com um equilíbrio natural, mas mesmo errando muitos saques, os russos acabaram na frente na primeira parada técnica com 8 a 6, já que os brasileiros não aproveitavam principalmente os contra-ataques, como uma bola de xeque que Bruninho jogou para fora. O Brasil melhorou após a conversa com Bernardinho e quem apareceu foi Murilo, tanto no ataque quanto na recepção. Após algumas boas jogadas e até lance de segunda do levantador verde e amarelo, o placar já marcava 16 a 15 no segundo tempo obrigatório. O jogo continuou parelho até que o saque brasileiro entrou em ação e a vantagem passou a ser de dois pontos, sendo que no final, após um ataque de Dante o Brasil fechou em 25 a 21.

O Brasil entrou no segundo set com algumas variações no saque que deram certo no período anterior. Lucão soltou o braço e com 6 a 3 contra, o técnico Vladimir Alekno resolveu parar o jogo. A equipe verde e amarela foi mantendo a vantagem e crescendo a cada ataque de Leandro Vissotto, Murilo ou Dante, que ajudaram o time a chegar a 16 a 10 na segunda parada técnica. Com 21 a 14, o que se via era uma Rússia nervosa em quadra e com graves problemas na recepção, porém após erros constantes brasileiros no saque de Mikhaylov, os europeus encostaram em 22 a 21. No final, após o susto, o Brasil fechou 25 a 23, com um erro de saque adversário.

Com 2 a 0 contra, os russos vieram mais concentrados para o terceiro set, ainda mais devido a boa recuperação da equipe apresentada anteriormente. O primeiro tempo técnico mostrou todo o equilíbrio da partida, com os europeus fazendo 8 a 7, após um erro de saque de Sidão. Com saques forçados dos dois lados era ponto para cada seleção e bolas duvidosas também. No segundo tempo obrigatório, novamente a Russia estava na frente com 16 a 15. Quando a vantagem era apenas de um ponto, a inversão do 5-1 com Ricardinho e Wallace fez efeito e o Brasil abriu para 21 a 19. No final, Leandro Vissotto com dois bloqueios sensacionais e colocou 24 a 21, sendo que no ponto decisivo foi de Murilo para fechar em 25 a 21.

Equipes:


Brasil: Bruninho, Leandro Vissotto, Murilo, Dante, Sidão, Lucão e Serginho (líbero)
Técnico: Bernardinho

Rússia: Apalikov, Khtey, Butko, Muserskiy, Ilinykh, Mikhaylov e Obmochaev (líbero)
Técnico: Vladimir Alekno

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro