Jogadores entram com ação conjunta para receber atrasados do Londrina

O que era para ser resolvido antes da Superliga 2011/2012 se estende em uma das novelas mais longas do voleibol brasileiro. Cinco jogadores entraram com uma ação conjunta na justiça pedindo salários atrasados de quando atuavam pelo Londrina/Sercomtel. O clube, administrado pelo Instituto Pró Esporte de Londrina, chegou a participar da última edição do maior torneio nacional do país e atualmente está com as portas fechadas.

“Quero a quitação dos salários devidos com correção e os direitos colocados no contrato assinado. Na maioria dos meses em que recebemos algo, recebíamos apenas 50% do pagamento. A partir da metade da temporada, não recebia mais nada. Dos sete salários contratuais, pessoalmente recebi apenas três”, disse o ex-central Marcelo Hargreaves, em entrevista ao repórter André Bueno, do site Bonde.

Além de Marcelo, estão também na ação, os atletas Guilherme Santos, Luiz Roque, Paulo Gaúcho e Renato Hemerly. Uma audiência está marcada para o próximo dia 2 de agosto na cidade paranaense.

“Fomos bem recebidos pela cidade, trouxemos alegrias e entretenimento para o público. Mais do que isso, trabalhamos duro em nome de um objetivo tendo sido contratados para isso. Em nenhum segundo deixamos de honrar nossa parte do contrato. A contrapartida não foi a mesma”, disse o ex-jogador, que espera ver algum representante do Instituto Pró Esporte de Londrina na audiência.

foto: Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro