Cruzamentos das quartas de final dos Jogos Olímpicos sofrem mudança

A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) divulgou detalhes sobre o formato de disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos de Londres. A mudança é simples, mas deve causar alguns encontros entre seleções fortes já na fase eliminatória. Isso porque, nas quartas de final, os times que ficarem em segundo ou terceiro de seus grupos terão seus adversários escolhidos em sorteio.

Até Pequim/2008, as quartas de final eram disputadas com o cruzamento olímpico entre os quatro primeiros de cada grupo. Isto é, 1ºA x 4ºB; 2ºA x 3ºB; 3ºA x 2ºB e 4ºA x 1ºB. Agora em Londres, essa situação continuará valendo apenas para o 1ºA x 4ºB e 4ºA x 1ºB. As seleções que figurarem como 2ºA , 3ºA, 2ºB e 3ºB terão seus adversários escolhidos por forma de sorteio.

Resumindo, quem ficar em segundo do Grupo B, que é considerado por todos o mais forte por contar com Brasil, Rússia, Estados Unidos, Servia, Alemanha e Tunísia, pode acabar pegando o terceiro da mesma chave nas quartas de final. Caso isso ocorra, podemos ter logo na primeira fase eliminatória um duelo, por exemplo, entre Rússia e Estados Unidos, claro torcendo para o Brasil ficar em primeiro do grupo.

foto: Divulgação

Comentários

  1. Não gosto da ideia da FIVB mexer no cruzamento olímpico, o nome já mostra a tradição deste formado, que para mim sempre deu certo e impossibilita maiores influências a organização sobre o que possa ocorrer com esses cruzamentos!

    Vamos torcer para que isso não torne feias as semi-finais e finais...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro