Fraude em merenda escolar de Montes Claros envolve equipe de vôlei

Na última terça-feira, a Policia Federal, junto com o Ministério Público de Minas Gerais, colocou em prática a operação ‘Laranja com Pequi’, que desmontou um esquema de fraudes em licitações para a merenda escolar em Montes Claros. Uma das pessoas detidas foi o empresário e ex-jogador de vôlei, Vítor Felipe Oliveira, atualmente diretor da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Educacional de Montes Claros (Funadem), que mantém o time de vôlei da cidade.

De acordo com o jornal Estado de Minas, a Stillus Alimentação (fornecedora da merenda escolar) patrocinava de maneira oculta o time de vôlei, pois o seu nome não aparecia nas camisas do time nem no ginásio onde a equipe treinava. O que a empresa chamou de ‘doações’ constam nas atas da Funadem e o Ministério Público ainda pretende verificar o uso do voleibol como máquina de propaganda eleitoral por parte de administradores municipais.

Em 2010, o prefeito Luiz Tadeu Leite (PMDB) e seu filho, o deputado estadual Luiz Tadeu Martins Leite (PMDB), foram alvo de uma ação do Ministério Público pelo uso da equipe de vôlei na campanha eleitoral. Os dois acabaram ganharam a ação no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais.

Com essa situação fica ainda mais difícil pensar na continuidade do voleibol em Montes Claros, mesmo com uma torcida tão apaixonada envolvida. Entretanto, as próximas semanas serão decisivas quanto a inscrição da equipe, principalmente na Superliga 2012/2013.

foto: Divulgação

Comentários

  1. Em Montes Claros tudo é motivo para roubar, enganar e manipular as pessoas, isto feito a mando do prefeito, que ja esta com o pé na cova, Tadeu Leite LADRÃO!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro

(Paulista) Sesi-SP estreia contra a Climed/Atibaia nesta quarta-feira