Na busca por patrocinadores, Vôlei Futuro trabalha manutenção do elenco

Depois de espantados os rumores do término do projeto, a diretoria do Vôlei Futuro trabalha para o quanto antes anunciar seus patrocinadores para a temporada 2012/2013. Nos bastidores, o que se sabe é que pelo menos duas empresas estariam bem encaminhadas, mas que uma definição só deve ocorrer no meio do mês de maio. Enquanto isso não acontece, alguns jogadores deixam o clube, porém a intenção dos diretores é tentar segurar boa parte da base. 

Até o momento apenas quatro jogadores deixaram o time de Araçatuba, no caso, o oposto Lorena (Sesi-SP), Mario Jr. (RJX) e Evandro e Mauricio (ambos para o Vivo/Minas). Outros jogadores têm propostas, como o levantador Ricardinho, do voleibol russo, o central Michael, do Medley/Campinas, e o ponteiro Bob, do BMG/Montes Claros. 

“Sempre digo que não converso com ninguém antes da temporada acabar, pois não acho justo o atleta estar suando a camisa pelo time e a diretoria divulgar que outros estão sendo contratados. Acho muita falta de ética e queria que os procuradores dos jogadores também fossem assim, mas eles não são”, afirmou o diretor Basílio Torres Neto, que explicou não ter interesse nenhum em segurar atletas que não queiram mais ficar no clube, independente de contratos em vigor. 

Neste momento, muitas especulações surgem, como a possibilidade do levantador Rapha voltar ao Brasil se Ricardinho for mesmo para o exterior. Entretanto, o jogador já renovou contrato por mais duas temporadas com o Trentino, da Itália. Outro exemplo é o oposto Leandro Vissotto, que já teve uma passagem por Araçatuba, mas ele tem tudo para jogar na Rússia, após um excelente ano pelo Cuneo, também da Itália. 

foto: Alexandre Arruda/CBV

Comentários