(Superliga) Vivo/Minas vence Cimed/Sky no tie-break e está na semi

Com o ginásio do Capoeirão lotado, o Vivo/Minas não se intimidou e venceu a Cimed/Sky por 3 sets a 2, parciais de 25/20, 25/23, 19/25, 19/25 e 13/15 e se classificou para as semifinais da Superliga 2011/2012. A equipe de Belo Horizonte, que agora espera o vencedor do duelo entre Sada/Cruzeiro e BMG/São Bernardo, teve como destaques o levantador Marcelinho e o oposto tcheco Filip. 

O primeiro set iniciou com o Vivo/Minas melhor e abrindo 4 a 2, porém logo a Cimed/Sky conseguiu equilibrar o duelo e chegar a primeira parada técnica com 8 a 7. O time de Florianópolis, principalmente com o ponteiro João Paulo Tavares, melhorou no passe e no saque, abrindo 12 a 9 após erro de Polaco e 16 a 10 na segunda parada técnica. Manius entrou no lugar de Lucarelli para melhor a recepção e a equipe mineira conseguiu até mostrar um pouco de reação ao chegar a 23 a 18, porém no final, com ponto de Éder, os donos da casa venceram por 25 a 20. 

O Vivo/Minas entrou no segundo set com outra postura e conseguiu, com destaque para o oposto Filip abrir 8 a 5. Manius, que começou desde o início do período, dava mais consistência para o time, tanto que os comandados de Marcelo Fronckowiak fizeram 16 a 13 na segunda parada técnica. Na volta, a Cimed/Sky cresceu no bloqueio e no saque, principalmente com Rivaldo. No final, a briga foi ponto a ponto, mas com Éder bloqueando o time da casa fez 25 a 23. 

O terceiro set era o tudo ou nada para o Vivo/Minas e eles foram pra cima, forçando o saque e apostando no bloqueio. Na primeira parada técnica, com ponto de Manius, os mineiros fizeram 8 a 6, na sequência, a Cimed/Sky errou demais, principalmente no saque, deixando a equipe de Belo Horizonte alcançar 18 a 12. O time de Florianópolis até tentou reavir com as entradas de Kaio e Murilo, mas com o central Henrique puxando os companheiros, os visitantes chegaram em 25 a 19. 

A Cimed/Sky sabia que não podia dar moral para o Vivo/Minas e começou forte o quarto set, porém os visitantes voltaram a sacar bem e chegaram a primeira parada técnica com 8 a 6. O central Henrique era destaque, tanto no saque quanto no bloqueio, que deixava seu time em vantagem de 13 a 9, Rivaldo e João Paulo Tavares não tinham o mesmo ritmo apresentado nos primeiros sets, o que facilitava a vida dos mineiros que faziam 19 a 154. No final, com grandes bloqueios de Otávio e Lucarelli, a vitória de 25 a 19. 

O tie-break iniciou com os dois levantadores abusando dos seus centrais. No bloqueio de Henrique, o Vivo/Minas colocou 3 a 2 no placar e na sequência muitos erros de saques. Marcelinho, com capricho, fez uma bola de segunda e manteve seu time na frente com 6 a 5. A Cimed/Sky não deixava os mineiros abrirem vantagem, mas após ponto de Filipe, o marcador estava 8 a 6. Na virada de lado, a arbitragem anotou toque na rede de João Paulo Tavares, deixando os visitantes com três pontos de vantagem. Com um erro de Lucarelli e no ponto de Rivaldo, os catarinenses empataram em 9 a 9. O final do set foi dramático, com a torcida gritando, os times evitando erros e ponto de um lado e de outro, até que Filip fez dois pontos no saque e após erro de Éder, o Vivo/Minas colocou 15 a 13 no placar. 

Equipes: 

Cimed/Sky: Bruninho, Rivaldo, João Paulo Tavares, Renato, Éder, Gustavo e Thales (líbero)
Técnico: Douglas Chiarotti

Vivo/Minas: Marcelinho, Filip, Lucarelli, Bruno Temponi, Orestes, Henrique e Polaco (líbero)
Técnico: Marcelo Fronckowiak 

foto: Cristiano Andujar/VIPCOMM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro