(Superliga) Vivo/Minas dá troco na Cimed/Sky e deixa tudo igual

Com boa presença de público na Arena, o Vivo/Minas venceu a Cimed/Sky por 3 sets a 2, parciais de 26/24, 25/20, 29/31, 24/26 e 18/16. Com o resultado, os mineiros empataram a serie de quartas de final em 1 a 1, levando assim o duelo para um jogo extra na próxima sexta-feira, no ginásio do Capoeirão, em Florianópolis. 

No primeiro set, o Vivo/Minas apoiado pela torcida começou melhor e chegou a primeira parada técnica com 8 a 6. A Cimed/Sky equilibrou o duelo, com bons ataques de João Paulo Tavares. A partida foi se desenrolando com ponto a ponto e o placar muito junto, sendo 16 a 15 para os mineiros na segunda parada técnica. No final, a virada de bola dos mineiros fez a diferença e com um bloqueio de Manius, o time da casa venceu por 26 a 24. 

O segundo set começou também de forma equilibrada, mas com o Vivo/Minas novamente na frente na primeira parada técnica com 8 a 6. O tcheco Filip resolveu aparecer com tudo no ataque e ajudou a equipe da casa a chegar em 15 a 12. Essa vantagem foi se mantendo, com destaque para Lucarelli e Henrique, que foram grandes responsáveis pela vitória de 25 a 20. 

O Vivo/Minas precisava apenas de mais um set para fechar o jogo e começou o terceiro pensando nisso. Com Lucarelli e Filip soltando o braço, a equipe da casa novamente chegou na frente na primeira parada técnica. Entretanto, a Cimed/Sky logo empatou em 10 a 10, com destaque para Rivaldo, que realmente era o homem da segurança para Bruninho. Com 16 a 14 no placar, os mineiros iam se encaminhando para a vitória, mas com Éder virando um ‘paredão’ no bloqueio, os catarinenses empataram em 24 a 24 e no final, após desatenção de Polaco e Lucarelli, fecharam em 31 a 29. 

Motivada com a vitória anterior, a Cimed/Sky entrou com tudo para o quarto set. Com Éder continuando bem no bloqueio e Rivaldo virando tudo, os catarinenses complicaram o jogo do Vivo/Minas, que tinha em Lucarelli seu principal jogador. Nas duas paradas técnicas, o time da casa, que tinha Bruno Temponi no lugar de Manius, esteve na frente com uma pequena vantagem, mas no final prevaleceu a tranquilidade da equipe de Florianópolis, que venceu por 26 a 24. 

O tie-break, como era esperado, foi bem tenso. Os dois times iam disputando ponto a ponto, porém o Vivo/Minas, logo no início, perdeu o central Henrique (com câimbras). A Cimed/Sky errava saque, mas tinha Rivaldo para manter o time na briga e na frente do placar na virada de quadra (8 a 7). Os levantadores tratavam de não inventar muito, usando as referências para virar as bolas. Com 12 a 11 para os catarinenses, Marcelo Fronckowiak parou o jogo, que no final acabou com vitória do time da casa, com destaque para Bruno Temponi, por 18 a 16. 

Equipes: 

Vivo/Minas: Marcelinho, Filip, Lucarelli, Manius, Orestes, Henrique e Polaco (líbero)
Técnico: Marcelo Fronckowiak 

Cimed/Sky: Bruninho, Rivaldo, João Paulo Tavares, Renato, Éder, Gustavo e Thales (líbero)
Técnico: Douglas Chiarotti 

foto: Washington Alves/VIPCOMM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro