(Superliga) Sada/Cruzeiro derrota BMG/São Bernardo e chega a semi

Após uma vitória para cada time na serie, Sada/Cruzeiro e BMG/São Bernardo se enfrentaram em um ginásio do Riacho, lotado, para definir quem iria para a semifinal da Superliga 2011/2012. Contando com o apoio do torcedor, os mineiros venceram por 3 sets a 2, parciais de 25/20, 23/25, 34/36, 25/19 e 15/11, sendo que agora vão encarar o clássico com o Vivo/Minas na próxima fase da competição. 

O primeiro set iniciou com o Sada/Cruzeiro sacando forte e impondo seu jogo, como já era de se esperar. O BMG/São Bernardo tinha dificuldades no passe, o que fez o time da casa alcançar a primeira parada técnica com 8 a 5. Com William tendo condições de varias as jogadas com seus atacantes, a equipe celeste abriu vantagem para 13 a 9. Os Laranjas encostaram no placar com saques do oposto Renan (13 a 12), mas logo os mineiros chegaram a segunda parada técnica com 16 a 13. Felipe e Mauricio começaram a chamar a responsabilidade em quadra e no final, o donos da casa fecharam em 25 a 20. 

Diferente do set anterior, o segundo iniciou com o BMG/São Bernardo tomando a iniciativa da partida. Com Renan soltando o braço e os centrais sendo bastante utilizados, a equipe paulista fez 8 a 6. O Sada/Cruzeiro tentava equilibrar o duelo com Wallace, porém o bloqueio laranja era um verdadeiro paredão, que impôs 17 a 12 no placar. O treinador Marcelo Mendez chegou a mudar o time com as entradas de Lucas Loh e Daniel, o que deu algum resoltado com a marcador diminuindo para 19 a 17. Entretanto, nos momentos decisivos, o oposto Renan foi o diferencial para a vitória de 25 a 23. 

O terceiro set foi o mais disputado de todas as series das quartas de final. No início, o BMG/São Bernardo começou melhor com o seu esquema de saque e bloqueio, tanto que chegou a 8 a 7 na primeira parada técnica. Com Filipe sacando muito bem, o Sada/Cruzeiro conseguiu virar o placar para 17 a 14, porém o time paulista cresceu na partida, principalmente com os ataques de Renan e as defesa de Ygor. No final, o jogo foi de arrastando para mais dos 25 pontos e deixando os torcedores e jogadores tensos a cada lance. Após uma bola para fora de Douglas Cordeiro, os visitantes fecharam em 36 a 34. 

Com 2 a 1 para o adversário, o quarto set virou de vida ou morte para o Sada/Cruzeiro. Por conta disso, quem resolveu aparecer com tudo foi o oposto Wallace, que durante o período alcançou a incrível marca de mais de 25 pontos. Os mineiros não queriam dar chance para o BMG/São Bernardo e por isso tratou e errar o menos possível. Após abriu quatro pontos de vantagem, a equipe da casa foi tranquila para a vitória por 25 a 19. 

Nervoso. Assim pode ser definido o tie-break da partida. Com os dois clubes forçando o saque, Wallace e Renan acharam pontos neste fundamento. Com 5 a 3 para o BMG/São Bernardo, o técnico Marcelo Mendez tratou de pedir tempo para melhorar o passe e os contra-ataques da equipe, mas o oposto laranja estava em uma tarde inspirada, fazendo 6 a 3. Após um ace de Acácio, os mineiros empataram em 7 a 7, momento para Rubinho parar o jogo. O duelo era equilibrando, quando Wallace, em um contra-ataque, abriu 10 a 8, depois desse lance, o Sada/Cruzeiro foi com tudo e fechou em 15 a 11 com um erro de saque de Isac. 

Equipes: 

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Acácio, Douglas Cordeiro, Filipe, Mauricio e Serginho (líbero)
Técnico: Marcelo Mendez 

BMG/São Bernardo: Paulo Renan, Luisinho, Matheus, Ygor, Renan, Mineiro e Felipe (líbero)
Técnico: Rubinho 

foto: Washington Alves/VIPCOMM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro