Enquanto vôlei de Londrina é uma incógnita, Moringão ganha reforma

Após o término da Superliga 2011/2012, a diretoria do Londrina/Sercomtel tenta organizar várias questões para que o time feche as portas. Além do problemas relacionados a Federação Paranaenses de Vôlei, o clube ainda tenta resolver a parceria que fez com Blumenau e o técnico André Donegá, que saiu em meio ao torneio nacional. 

Enquanto as alternativas são novas parcerias (entre elas com Três Corações), o certo é que a casa do Londrina/Sercomtel ganhou um tratamento importante nas últimas semanas. Com um custo aproximado de R$ 18 mil, 12 novos ventiladores com umificadores foram instalados em toda extensão do ginásio Moringão. Com isso, jogadores, torcedores e quem estiverem no local terão uma temperatura agradável. 

“Nós queremos simplesmente amenizar o calor, fato que já gerou muitas reclamações (...) Não há qualquer tipo de exigência. É apenas um conforto a mais para os expectadores. Ainda vai ser feito um estudo para saber se 12 aparelhos são suficientes. No entanto, acreditamos ver uma melhora bastante considerável”, afirmou. Claudemir Vilalta, presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL). 

Neste momento, o ginásio do Moringão vem recebendo jogos do Colégio Londrinense/São Paulo pela na Liga Futsal 2012. Os torcedores locais esperam que o local seja novamente palco de jogos da Superliga na temporada 2012/2013, agora com mais conforto. 

foto: Prefeitura de Londrina/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro