(Superliga) Montes Claros supera Medley/Campinas e se aproxima do G-8

Com mais de 3h de jogo, o BMG/Montes Claros venceu a Medley/Campinas por 3 sets a 1, parciais de 25/15, 22/25, 25/21 e 25/22, no ginásio Tancredo Neves. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 15 pontos e manteve a nona colocação, porém se aproximou da zona de classificação. Já os paulistas pararam no sexto lugar, com 19 pontos.

A partida começou equilibrada até o placar marcar 8/8 no primeiro set. Depois de uma paralisação devido às goteiras, que caíram na quadra em razão da forte chuva, o BMG/Montes Claros voltou com força. Bem no saque e no bloqueio, o time da casa comandou o set até marcar 25 a 15. Já a Medley/Campinas não conseguiu se adaptar à força do saque adversário e também cometeu muitos erros (sete no total).

A Medley/Campinas deu o troco no segundo set. O time paulista não se intimidou com a derrota na primeira parcial. O BMG/Montes Claros não manteve o ritmo e cometeu falhas. Bem no bloqueio, a equipe dirigida por Cacá Bizzocchi dominou o placar, fechou em 25 a 22 e empatou o jogo em sets.

No terceiro set, o técnico Jorge Schmidt fez três modificações no time do BMG/Montes Claros que começou a parcial. Começaram jogando o oposto Pereyra, o central Silêncio e o levantador Rivoli. As mudanças surtiram efeito, a equipe da casa jogou melhor e abriu no placar: 16 a 13. A Medley/Campinas chegou a encostar no marcador (21 a 20), mas, depois de dois aces do central Alberto, a equipe mineira abriu novamente e fechou o set em 25 a 21.

O quarto set foi mais equilibrado. A Medley/Campinas abriu dois pontos (14 a 12). Mas o BMG/Montes Claros recuperou, empatou (14 a 14) e virou o placar (17 a 15). O equilíbrio foi a tônica da parcial. O time paulista após um bloqueio do oposto Bob, voltou a comandar o placar (18 a 17). Neste momento, as goteiras voltaram a paralisar a partida.

Depois de quase 50 minutos de paralisação, a partida foi retomada. A Medley/Campinas abriu três pontos, mas o BMG/Montes Claros conseguiu virar o jogo (22 a 21), com destaque para o ponteiro Ricardo Serafim. Na reta final, o time da casa administrou e fechou em 25 a 22, num ataque do argentino Pereyra.

“As equipes estão brigando por um lugar entre os oito. Hoje, tivemos um pouco mais de eficiência no saque. Agora, encostamos no RJX. Vamos ver se beliscamos mais alguns pontos”, avaliou o ponteiro Serafim, eleito o melhor em quadra.

“Foi uma partida equilibrada, com bons momentos para os dois lados. Jogamos bem, porém, abaixo do esperado e do que vínhamos apresentando na competição", avaliou o treinador Cacá Bizzocchi.

Equipes:

BMG/Montes Claros: Rafinha, Tuba, Wilian Reffati, Serafim, Alberto, Thiago Salsa e Fabio Paes (líbero)
Técnico: Jorginho Schmidt

Medley/Campinas: Rodriguinho, Bob, Bruno Zanuto, Mão, André Heller, Gustavão e Lukinha (líbero)
Técnico: Cacá Bizzocchi

foto: Thiago Navas/ Vipcomm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro