Reunião na próxima semana define times e regulamento da Superliga B

A Confederação Brasileira de Vôlei realiza na próxima terça-feira, às 13h, no Rio de Janeiro uma reunião com federações e clubes dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Pernambuco, Pará e Ceará. O objetivo é oficializar e definir o regulamento da Superliga B, espécie de segunda divisão nacional, que inicia em janeiro próximo.

Mesmo sem a confirmação oficial, oito clubes estarão na reunião e devem participar da competição, que dará um ou duas vagas para a Superliga 2012/2013. São eles: Canoas (RS), Funvic, de Pindamonhangaba (SP), Santo André (SP), Climed/Atibaia (SP), Morro da Fumaça (SC), Clube do Remo (PA), Sport Recife (PE) e UFC/Ceará (Ceará). Abaixo, você acompanha um breve resumo de cada time.

Funvic (SP) – Campeão da Copa Piratininga e semifinalista da Liga Nacional 2011, o time de Pindamonhangaba tem grandes objetivos em 2012, pois além da Superliga B estará na Divisão Especial do Campeonato Paulista. A equipe, que tem como destaque o levantador Bruno Alves (ex-Londrina/Sercomtel) tem no comando o técnico João Marcondes.

Morro da Fumaça (SC) – Campeão este ano dos Jogos Universitários de Santa Catarina e medalha de bronze nos Jogos Universitários Brasileiros, o Esucri/Morro da Fumaça entra na Superliga B devido ao projeto que realiza na região. Com um modelo voltado aos jovens, o time do técnico Luciano Carvalho quer surpreender.

Sport Recife (PE) – Considerado o principal time nordestino do momento, principalmente nas divisões de base, o Sport Recife quer voltar a uma Superliga, mas desta vez com um time masculino. Aproveitando os conhecimentos do coordenador Márcio Manfrin, e do técnico Carlos Freitas, a ideia é atrair bons jogadores da região para o clube.

UFC/Ceará (CE) - De olho no belo projeto desenvolvido pela UFJF, a Universidade do Ceará pretende fazer o mesmo e depois de se consolidar como o principal time do Estado, quer um lugar ao sol nacionalmente. Principal rival do Sport Recife no nordeste, a equipe tem como potencial a possibilidade de trazer jovens do vôlei de praia para a quadra.

Santo André (SP) – Depois de quase fechar as portas nesta temporada, o Santo André se reergueu e disputou a Divisão Especial do Paulista. Diferente de outros tempos, quando dominava o cenário brasileiro com o patrocínio da Pirelli, a equipe tenta com um planejamento enxuto voltar à elite. O experiente ponteiro Orlando é o líder em quadra da equipe comandada por Marcelo Madeira.

Climed/Atibaia (SP) – Por muito pouco, a Climed/Atibaia não estragou a festa do Sesi-SP no Campeonato Paulista deste ano. Por apenas um ponto, o time do interior não tirou o quarto lugar dos atuais campeões da Superliga, que no final acabaram levantando a taça. Durante a campanha, os comandados de Marcelo Paulinetti incomodaram os grandes, como Medley/Campinas e BMG/São Bernardo.

Canoas (RS) – Com o Instituto Paulão de Vôlei ao lado, Canoas volta a ter uma equipe de alto rendimento após a extinção da Ulbra (duas vezes campeã da Superliga). Antes mesmo de iniciar a Superliga B, o time que terá o campeão olímpico como treinador surge como favorito, já que terá no elenco jogadores como Roberto Minuzzi, Jeffe e Xanxa.

Clube do Remo/AABB (PA) – Único representante do norte, o Clube do Remo pretende fazer bonito na Superliga B. Esperando o auxilio das empresas da região, o técnico José Sodré pretende unir juventude com atletas experientes. O primeiro passo já foi dado com a participação do time na fase final da última Liga Nacional.

foto: PortaR3.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19