(Paulista) São Bernardo tenta forçar 3º jogo diante da Medley/Campinas

Neste domingo, às 20h30min, no ginásio Vitório Zanon (Baetão), o BMG/São Bernardo tenta igualar o playoff semifinal do Campeonato Paulista diante da Medley/Campinas No primeiro jogo, disputado no ginásio do Taquaral, o time do ABC perdeu por 3 sets a 2 e, por isso, necessita vencer o duelo de hoje, para não ser eliminado da competição.

O treinador Alê Stanzioni quer o time atento desde o início do jogo, já que na quarta-feira passada, os Laranjas acabaram perdendo os dois primeiros sets errando demais, principalmente no passe. Para evitar que ocorra isso dentro de casa, a tendência é forçar o adversário aos erros, acertando o saque e aproveitando a boa estatura do elenco no bloqueio.

“Temos que nos preocupar primeiro com as nossas ações. Não podemos durante o jogo errar uma vez e se perder nesses erros, por que depois fica complicado de buscar. Sabemos o que temos que fazer, não tem segredo. São duas equipes que se conhecem bem”, ressaltou Stanzioni.

“Conversamos bastante nesses últimos dias pois sabemos que a nossa postura amanhã em quadra tem que ser como nos três últimos sets lá em Campinas. Temos que jogar e não parar em erros, por que aí só iremos erras ainda mais”, salientou o capitão e levantador Paulo Renan.

Na Medley/Campinas, o técnico Cacá Bizzocchi quer a equipe atenta no passe, já que sabe das dificuldades que encontrará no ABC. Como os dois clubes se conhecem, não existe novidades para apresentar em quadra e o treinador garante que o psicológico dos atletas pode fazer a diferença.

"Estamos concentrados em aumentar nosso rendimento e não nos acomodarmos após a vitória no primeiro jogo. Também temos pressão do nosso lado, que é a de repetir uma boa atuação (...) A expectativa é por um jogo equilibrado, como foram os três últimos sets em Campinas, disputados ponto a ponto. Será uma batalha estratégica. Qualquer mudança tática que fizermos vai se refletir em mudança na equipe deles também", disse Bizzocchi.

"O jogo é decisivo. Eles estão pressionados e vão vir para cima. Temos de ter paciência e tranquilidade para conseguir a vitória, que fecharia a série e nos colocaria na briga pelo ouro", comentou o central Gustavão.

foto: Cinara Piccolo / Photo&Grafia

Comentários