Brasil ganha da Alemanha em ‘amistoso’ com ritmo de competição

Depois de vencer o Japão no sábado, o Brasil enfrentou a Alemanha, neste domingo, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Diferente da partida contra os asiáticos, a equipe do técnico Bernardinho teve dificuldades em todos os sets para vencer por 3 a 1, parciais de 33/31, 26/24, 22/25 e 25/23. Esses dos jogos serviram de preparação para o Sul-Americano, que ocorre m setembro, em Cuiabá.

O primeiro set começou equilibrado, com as duas equipes marcando seus pontos sem muitas dificuldades. Entretanto, em determinado momento, o Brasil parou de jogar e desconcentrado acabou cedendo três pontos de graça para os alemães. Para se ter uma idéia, o técnico Bernardinho reclamou quando viu seu time que vencia por 16 a 12 deixar o placar 19 a 16 para o adversário. Depois de algumas conversas e vários saques os brasileiros fecharam em 33 a 31, mostrando que o duelo não seria nada fácil.

No segundo set, iniciou como no anterior, com ninguém conseguindo uma vantagem maior do que dois pontos. O primeiro tempo técnico ocorreu com 8 a 7 para a Alemanha, que voltou depois melhor em quadra e colocando 16 a 11 no placar. Murilo, bastante acionado era o destaque do Brasil, enquanto o forte saque de Grozer era o diferencial da seleção européia. Bernardinho resolveu utilizar alguns titulares, como Bruninho e Theo, dando mais opções ao time, que se recuperou e venceu por 26 a 24.

O terceiro set foi o mais complicado para o Brasil, com Bernardinho reclamando muito e os alemães dominando desde a primeira parada técnica. No placar, 10 a 8, depois 16 a 12 e a vitoria européia ia se encaminhando. Entretanto, com Bruninho e Theo, novamente em quadra, o time verde-amarelo voltou ao jogo e encostou em 19 a 18. A falta de atenção, principalmente, na recepção, irritava o comandante brasileiro. Kampa, que entrou no segundo set, deu mais ritmo a Alemanha que venceu por 25 a 22.

Com a partida bem equilibrada, o Brasil contou com o apoio da torcida carioca para chegar na frente no primeiro tempo técnico do quarto set. Grozer, com muita potência, causava dificuldades para o bloqueio verde-amarelo. Com 12 a 10 para os alemães, era necessária uma virada o mais rápido possível e isso ocorreu quando o placar marcava 17 a 16 para a seleção local. Com Murilo crescendo em quadra e os adversários errando o saque, os brasileiros reagiram e venceram por 25 a 23.

Equipes:

Brasil: Marlon, Leandro Vissotto, Murilo, Dante, Rodrigão, Gustavo e Serginho (líbero)
Técnico: Bernardinho

Alemanha: P. Steverwald, Grozer, Hubner, Schwarz, Kromm, Bohne e M.Steverward (líbero) 
Técnico: Raul Lozano

foto: Alexandre Arruda/CBV/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações