terça-feira, 1 de setembro de 2015

Léo Caldeira é o mais novo reforço do Vôlei Canoas

O Vôlei Canoas anunciou o ponteiro Léo Caldeira, que estava no Besiktas, da Turqui, com o mais novo reforço para a temporada 2015/2016. O jogador de 32 anos é pouco conhecido no Brasil porque fez a carreira fora do país, sendo 13 temporadas como estrangeiro, atuando em pelo menos seis ligas diferentes, com destaque para a Itália, França e Grécia, na qual foi campeão nacional e MVP (jogador mais valioso) pelo Olympiakos.

“Queria muito voltar ao Brasil depois de uma longa experiência europeia e acredito ser um bom momento para isso. Conheci o Marcelo (Fronckowiak) em 2010, em uma breve passagem minha pelo Minas, antes de sair do país. Acredito que a parceria não se concretizou naquela época para dar certo agora, em um estágio tão especial da minha vida”, afirmou Léo Caldeira, que começou no Banespa e também jogou na Argentina e em Portugal.

O ponteiro chegou a Canoas na sexta-feira e já foi integrado ao grupo. Ele foi avaliado pelo departamento médio e comissão técnica, e está treinando com o restante do elenco. No amistoso contra Voleisul/Paquetá Esportes, ele não atuou, mas apoiou o time do lado de fora. A expectativa agora é retribuir dentro de quadra uma admiração que vem de fora dela.

“Estou muito feliz por estar em Canoas, pois é um projeto que tende a crescer muito, ainda mais com a volta do Marcelo para a terra dele, em que foi tão vitorioso. Isso vai ajudar muito e trará muitos benefícios ao Rio Grande do Sul, que voltou a crescer no voleibol nacional”, disse o ponteiro de 1,94m.

foto: Matheus Beck/Vôlei Canoas

(Mineiro) Com expectativa de bom público, Montes Claros recebe a UFJF

Nesta quarta-feira, às 20h, o Montes Claros recebe a UFJF, no ginásio Tancredo Neves, de olho em sua segunda vitória no Campeonato Mineiro. Após vencer o Unincor/Três Corações em sua primeira partida, o Pequi Atômico espera garantir mais três pontos para seguir invicto e com 100% de aproveitamento na competição. Já a equipe de Juiz de Fora quer marcar pontos e quem sabe vencer o primeiro duelo no Estadual.

Para conquistar os três pontos, o discurso do Montes Claros é de respeitar o adversário, mas fazer o dever de casa e dar sequência ao projeto rumo à primeira colocação geral da fase classificatória. Com o objetivo de garantir o direito jogar diante de sua torcida na etapa final, todos no Pequi Atômico sabem que não podem perder pontos em casa, como diante da UFJF.

“O pensamento é o mesmo. Não vai ser um jogo fácil, mas temos que subir mais um degrau, principalmente por jogar em casa”, declarou o central Thiago Salsa, que valoriza a presença da torcida, pois no primeiro duelo mais de 2 mil pessoas estiveram no Caldeirão.

Na UFJF, a boa notícia é que depois de fazer uma série de improvisos na primeira partida contra a Unincor/Três Corações, o treinador Alessandro Fadul deve contar com dois reforços para esse duelo. O central Diego Almeida está na fase final de recuperação de uma entorse no tornozelo direito e será reavaliado antes da partida, enquanto o oposto Ricardo Faccin, que se juntou ao grupo uma semana após o início da pré-temporada, está próximo das suas condições físicas ideais.

foto: Matheus Pereira/MCV

(Paulista) Sesi-SP encara o São Bernardo em busca da terceira vitória

Nesta quarta-feira, às 18h, o Sesi-SP entra em quadra para enfrentar o São Bernardo, no ginásio da Vila Leopoldina, pelo Campeonato Paulista. Após vencer Climed/Atibaia e Santo André, a equipe do técnico Marcos Pacheco quer manter o embalo e seguir com 100% de aproveitamento na competição. Já o time do ABC busca ainda sua primeira vitória após derrotas para São José dos Campos e Brasil Kirin.

Para enfrentar a tradicional equipe do ABC, o técnico Marcos Pacheco ganhou o reforço de Fabio Capalbo, que estava na Seleção Brasileira sub-21. Além deles, quem estará em quadra é o experiente ponteiro Murilo, que voltou ao time na vitória sobre o Santo André na última sexta-feira.

“O grupo está cada vez mais entrosado, vivendo junto e sabendo sair de diversas situações dentro de quadra, o que é muito importante. Aos pouquinhos os jogadores estão retornando, o Fábio Capalbo voltou agora, o Murilo entrou contra o Santo André e foi muito bem, então as coisas vão melhorando e se encaixando com o seu tempo”, comentou Marcos Pacheco, que também avaliou o adversário.

“O time de São Bernardo, apesar de um time novo, é um time que tem a sua tradição, então temos que ter o máximo de cuidado. Eu espero e conto que o time seja melhor do que foi contra o Santo André, como já foi melhor nesse último jogo do que foi contra o Atibaia. Então, eu espero e acredito em uma evolução da equipe”, completou o treinador do Sesi-SP.

No São Bernardo, o bom volume de jogo mostrado contra o Brasil Kirin, chegando a ganhar um set foi algo que agradou o técnico Douglas Chiarotti. Alguns jogadores que poderiam sentir a pressão por encarar grandes adversários já parecem mais acostumados com os desafios. A questão agora é saber quando a equipe conseguirá dar um salto de qualidade e arrancar os primeiros pontos.

foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Completamente adaptado, Lukinha vai para a segunda temporada no Hypo Tirol

A última temporada foi de muito aprendizado e crescimento pessoal para o líbero Lukinha. O brasileiro teve a primeira oportunidade de defender um clube europeu e a experiência foi muito positiva. Ele ajudou o Hypo Tirol a fazer história, ao conquistar a Liga da Áustria de forma invicta, feito inédito na competição. Em sua segunda temporada na equipe, Lukinha quer consolidar o bom desempenho.

“Mantivemos a base, com grande parte do elenco da temporada passada. Isso facilita o início dos treinamentos, pois muitos já se conhecem. O técnico e o preparador físicos são novos, o que sempre gera uma motivação a mais em quem não atuou tanto e também movimenta que foi titular. As outras equipes se reforçaram, então o campeonato deve ser mais difícil. Mas tenho plena confiança que chegaremos muito bem neste ano”, salientou Lukinha.

Além do título austríaco, o Hypo Tirol ainda conquistou os três torneios amistosos que disputou durante a temporada. Mais que isso, Lukinha disputou pela primeira vez a Champions League. Se o desempenho do Hypo Tirol poderia ter sido melhor, o líbero brasileiro foi um dos destaques do time. Na estreia, inclusive, foi escolhido para a seleção da primeira rodada. Neste ano, o clube jogará novamente a principal competição europeia.

“O sorteio não nos favoreceu nesta edição da Champions League. Logo na fase de grupos enfrentaremos o Halkbank, uma das potências do voleibol turco, e o Zenit Kazan, atual campeão europeu. Mesmo assim vamos encarar quem vier. Quem sabe não consigo também repetir o desempenho pessoal da última edição”, brincou o líbero brasileiro.

Diferente de como foi na primeira temporada atuando fora do país, desta vez o início dos trabalhos no Hypo Tirol terá de ser interrompido em breve. No fim do mês, Lukinha se reapresenta à Seleção Brasileira Militar para a disputa do Jogos Mundiais Militares, entre os dias 2 e 11 de outubro, na Coreia do Sul. O retorno à Áustria está marcado para o dia 12 de outubro.

foto: Hypo Tirol/Divulgação

(Troféu Bandeirantes) Mogi das Cruzes perde a primeira e Limeira encosta

No último final de semana mais três jogos ocorreram pelo primeiro turno do Campeonato Paulista – 1ª divisão – Troféu Bandeirantes. Na sexta-feira, o Vôlei Mogi/Vila Santista perdeu para o C.S.S II Exercito/Osasco por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 20/25, 21/25 e 23/25. No ginásio Hugo Ramos. No mesmo dia, a AABB/ West Coast derrotou o São José do Rio preto por 3 sets a 0, parciais de 31/29, 26/24 e 25/14, no ginásio poliesportivo em Limeira.

No completamente da rodada, a Apiv/Rezende/Selam perdeu para São José do Rio Preto por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 25/13, 30/28, 22/25 e 12/15, no domingo, no ginásio Waldermar Blatkauska, em Piracicaba. Com esses resultados, o Vôlei Mogi/Vila Santista segue líder: (9p,4j), seguido de AABB/West Coast (8p,3j), C.S.S. II Exercito/Osasco (8p5j), São José do Rio Preto (5p,5j) e Apiv/Rezende/Selam (3p5j).

Na próxima sexta-feira, às 20h, São José do Rio Preto recebe o Vôlei Mogi/Vila Santista, no ginásio Montanhez; No mesmo dia e horário, a AABB/West Coast encara a Apiv/Rezende/Selam, no Poliesportivo, em Limeira.

foto: Juliana Kageyama

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Brasil fecha amistosos com os EUA com três vitórias e uma derrota

No último domingo, a Seleção Brasileira encerrou sua participação na USAVCup. Na última partida amistosa diante dos Estados Unidos, a equipe comandada por Bernardinho venceu por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 31/33, 25/18 e 29/27), em Irvine, na Califórnia. Antes desse confronto, as duas seleções se enfrentaram outras três vezes, com duas vitórias verde e amarela.

Na quinta-feira, dia 27, jogando em Los Angeles, o Brasil foi superado pelos Estados Unidos por 3 sets a 2, parciais de 24/26, 25/22, 25/22, 21/25 e 15/11. Entretanto, na terça-feira, dia 25, os brasileiros tinha feito 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/22 e 25/22, em San Diego, e no domingo, dia 23, superou os donos da casa por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 25/23, 36/34, 20/25 e 15/13, jogando em Long Island.

“Os dois times jogaram sem suas formações base e erramos menos. Tivemos uma boa consistência no saque. Alguns jogadores se destacaram, como Lucas Loh e Renan, mas como um todo, o time se portou bem. Foi um ótimo teste para alguns jogadores, e faremos mais testes, rodando o time para poder avaliar todos”, declarou Bernardinho. 

Agora, a Seleção Brasileira parte para o Canadá, onde nos dias 1 e 2 de setembro encara os donos da casa para mais dois amistosos. Essa preparação no exterior serve para Bernardinho dar ritmo ao elenco que não poderá disputar a Copa do Mundo e que tem como principal competição até o final do ano o Sul-Americano, que ocorre de 29 a setembro a 4 de outubro, em Maceió.

foto: USAVCup/Divulgação

(Liga Nacional) De forma invicta, Gabarito/Unipac/Futel fatura o título

O Gabarito/Unipac/Futel, de Uberlândia, sagrou-se o campeão da Liga Nacional Sub-23 ao vencer a fase final da competição, no último domingo, em Alagoas. Na grande decisão, a equipe treinada por Manoel Honorato, que chegou invicta, derrotou o CRB por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/11 e 25/16, no ginásio FAV/V2, em Maceió. Além do título, o time mineiro assegurou uma vaga na Superliga B.

Na decisão, a torcida local colocou pressão o tempo todo, mas o Gabarito/Unipac/Futel manteve a tranquilidade o tempo todo. Do outro lado, o time alagoano, que ingressou na fase final como equipe convidada, formado majoritariamente por atletas de categoria infanto-juvenil, sentiu o nervosismo da final e exagerou na quantidade de erros, principalmente no segundo set.

“Conseguimos alcançar nosso objetivo. O fator determinante foi a nossa tranquilidade. Estudamos bastante nosso adversário, mas sabíamos que teríamos a torcida contra como uma das armas, e soubemos manter o equilíbrio emocional”, contou o técnico Manoel Honorato.

“Este foi um campeonato difícil. Eu acreditava muito neste time. Tivemos sempre paciência na virada de bola. Sabíamos que a torcida local apoiaria o CRB e que teríamos que suportar a pressão. Mas conseguimos manter a tranquilidade ao longo da partida e chegamos ao título”, disse o levantador Heitor.

Confira os resultados:

1ª rodada (26/08)

AA Nilton Lins 1 x 3 P.M.Castro, parciais de 20/25, 26/24, 17/25 e 24/26
Vitória/FSBA 3 x 1 Montecristo, parciais de 22/25, 25/21, 25/19 e 25/16

2ª rodada (27/08)
Gabarito/Unipac/Futel 3 x 0 Vitória/FSBA, parciais de 25/15, 25/13 e 25/15
CRB 3 x 2 AA Nilton Lins, parciais de 25/21, 25/20, 20/25, 16/25 e 15/11

3ª rodada (28/08)
Gabarito/Unipac/Futel 3 x 0 Montecristo, parciais de 25/17, 25/17 e 25/20
CRB 3 x 0 P M Castro, parciais de 25/20, 25/21 e 25/21

Semifinais (29/08)
Gabarito/Unipac/Futel 3 x 1 P M Castro, parciais de 29/31, 25/19, 27/25 e 25/21
CRB 3 x 1 Vitória/FSBA, parciais de 22/25, 25/23, 27/25 e 25/22

3º lugar (30/08)

P M Castro 3 x 1 Vitória/FSBA, parciais de 24/26, 25/14, 25/14 e 25/19

Final (30/08)
Gabarito/Unipac/Futel 3 x 0 CRB, parciais de 25/17, 25/11 e 25/16

foto: Alexandre Arruda/CBV

domingo, 30 de agosto de 2015

(Mineiro) Com apoio da torcida, Montes Claros derrota Unincor/Três Corações

Mais de duas mil pessoas estiveram no ginásio Tancredo Neves para acompanhar a estreia do Montes Claros no Campeonato Mineiro e não se arrependeram. Com o forte apoio vindo da arquibancada, o Pequi Atômico venceu o Unincor/Três Corações por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/23 e 25/18, iniciando com três pontos a sua caminhada dentro do Estadual. 

O Montes Claros começou o jogo meio desligado, errando na recepção contra uma equipe que iniciou mais entrosada, mas o técnico Marcelinho Ramos logo trabalhou para corrigir. Em conversa com os jogadores nas paradas de tempo técnico, o treinador do Pequi Atômico acertou a postura dos atletas e logo virou o duelo para 15 a 14. A partir daí, a equipe da casa não ficou mais atrás no placar e fechou o primeiro set em 25 a 18.

No segundo set, o Montes Claros disparou na frente e fez logo 5 a 1. A Unincor/Três Corações esboçou uma reação, tanto que conseguiu deixar tudo igual (12 a 12), quando o Pequi Atômico retomou a dianteira. O destaque foi o ponteiro Juninho que foi fundamental no saque e no passe para ajudar os donos da casa a fecharem a parcial em 25 a 23.

No terceiro set, o Unincor/Três Corações não parou de surpreender. Naquele que parecia ser o mais fácil das três parciais, os comandados de Toninho Resende resolveram endurecer o duelo para tentar arrancar um fôlego final. Entretanto, bastante concentrados, os jogadores de Montes Claros mantiveram a tranquilidade e conseguir abrir vantagem em hora decisiva para fechar em 25 a 18.

“O grande nome (da partida) foi a equipe (...) Jogamos muito bem para uma estreia. Esperávamos casa cheia, mas realmente me impressionou a galera. Eles veem muito com a gente e conseguimos escutar as cobranças, às vezes. Então, acho que a equipe se comportou muito bem. O resultado, muito bom. Mas, pretendemos evoluir ainda e vamos evoluir”, declarou o ponteiro Juninho.

“Como eu sempre disse, o time precisa jogar para passar por isso que passou (...) Passamos por um momento difícil no primeiro set, soubemos ter o entendimento do que estava acontecendo e voltamos a valorizar a posse de bola. Começamos a sacar melhor, nosso passe começou a entrar e, em consequência, a rodar a bola. Mas isto faz parte da preparação. Como preparação, gostei bastante. E melhor ainda com uma vitória”, disse o treinador Marcelinho Ramos.

A próxima partida de Montes Claros será nesta quarta-feira, às 20h, contra UFJF, no ginásio Tancredo Neves. Já a Unincor/Três Corações só volta a quadra no dia 9, às 19h30min, diante do Sada/Cruzeiro, no ginásio Pelezão.

foto: Matheus Pereira/MCV