sábado, 25 de outubro de 2014

Jaraguá do Sul surge como boa surpresa para os JASC

Entre os dias 18 e 25 de novembro ocorrem na cidade de Itajaí os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC). No voleibol masculino, dez equipes estarão na disputa, com destaque para Chapecó, que na última sexta-feira sagrou-se campeã estadual e tenta o tricampeonato. Entretanto, alguns times prometem bastante para a competição, como é o caso de Jaguará do Sul, que depois de dez anos estará novamente na disputa.

A ADV/FME/Idecom, que representa o município de Jaraguá do Sul, chegou a fase estadual da JASC com a segunda colocação na etapa regional leste/norte, que ocorreu em Pomerode. Na ocasião, a equipe treinada por Luiz Carlos Kadylac eliminou a equipe de Joinville, que tem tradição na modalidade, e ficou atrás apenas de Blumenau, que foi terceira colocada no Campeonato Catarinense. 

“Na etapa regional a equipe foi formada por uma mescla de atletas experientes e jovens talentos das categorias de base. Agora a preparação será intensificada visando à disputa da fase estadual, já que agora haverá a presença de fortes equipes como Chapecó, Içara, Blumenau e Itajaí”, declarou o líbero Davidson.

Além de Jaraguá do Sul e Blumenau (classificados da regional leste/norte) estão na disputa: Içara e Palhoça (classificados regional sul); Xanxerê e Seara (classificados regional oeste); Lages e Pinheiro Preto (classificados centro-oeste); Chapecó (atual campeão) e Itajaí (cidade-sede). A tabela oficial e a definição das chaves devem ser divulgadas em breve, enquanto as partidas vão acontecer nos ginásios Ivo Silveira e do Colégio São José.

foto: Jaraguá do Sul/Divulgação

Campeonato Baiano aparece como retrato do esporte nordestino

A Superliga 2014/2015 começa neste sábado sem a presença de um representante nordestino no naipe masculino. Não é de hoje que a região não figura na elite nacional do voleibol, porém ao que tudo indica essa situação está longe de mudar. As informações colhidas sobre o Campeonato Baiano (um dos mais tradicionais do país) mostram um retrato no mínimo triste sobre o futuro da modalidade.

De forma no mínimo surpreendente, as equipes de Atlética Premium e Vitória, campeões estaduais em 2012 e 2013, respectivamente, acabaram de fora da fase final do Campeonato Baiano 2014, que ocorreu na cidade de Luis Eduardo Magalhães. Representantes dos dois clubes entraram em contato com o Espaço do Vôlei explicando o porquê das ausências, deixando diversas perguntas à Federação Baiana de Vôlei que não respondeu aos questionamentos.

“A confirmação da fase decisiva em Luis Eduardo Magalhães foi recebida no dia 20 de setembro, prazo final estipulado pela FBV. No entanto não foi levado em consideração a distância e os custos com transporte. Há de se perguntar, como as outras equipes conseguiram chegar até lá. Por que arriscaram na compra de passagens com antecedência. Acreditamos, se assim o fizeram, que talvez tivessem alguma informação que Vitória e Atlética não tiveram”, declarou Candida Maiffre Ribeiro Costa, da Atlética Premium.

"O voleibol baiano tem muito potencial, atletas fisicamente muito fortes, porém as competições são poucas, o que desmotiva as equipes. Precisamos de mudanças na entidade, que deveria olhar para todas as equipes e fomentar o voleibol, buscar parcerias e realizar mais eventos, nas suas diversas categorias", disse o coordenador-técnico do Vitória, Marcio Xavier.        

Para se ter uma ideia, a fase final do Campeonato Baiano teve a presença de seis clubes e acabou com a vitória o ACEO/Barreiras, porém a divulgação da competição foi pequena, ficando restrita a região de Luis Eduardo Magalhães. O que se vê atualmente é que competições não-oficiais, ou seja, sem a participação da FBV, vem atraindo mais equipes e torcedores, e clubes como Atlética Premium e Vitória acabam participando até para se manterem ativos. 

Nos bastidores já existe a movimentação de alguns clubes que estão insatisfeitos com a administração de Hércules Pimenta (terceiro mandato a frente da FBV). O problema envolvendo as ausências dos clubes de Salvador na fase final do Estadual e as campanhas irregulares das seleções de base do Estado mostram um desgaste entre entidade e equipes filiadas. Resta saber se a união dos times será capaz de modificar esse panorama em prol do voleibol.

foto: Divulgação

(Catarinense) Aprov/Chapecó vence Içara e leva o título

Em partida bastante disputada no ginásio da Unoesc, a Aprov/Chapecó derrotou o Içara por 3 sets a 1, parciais de 25/19. 23/25, 25/17 e 25/19, e conquistou o título do Campeonato Catarinense 2014. Depois de ficar nas duas últimas edições com o vice, a equipe do técnico Décio Haubert Júnior não queria ficar no quase mais uma vez e desde o início arriscou mais na busca pela vitória.

Durante a fase classificatória, os clubes se enfrentaram duas vezes, sendo uma vitória para cada lado. Na decisão, um dos destaques foi o central André, eleito o melhor em quadra. Vale destacar que a cidade de Chapecó não vencia um Estadual desde 1996 quando o Frigorífico/Chapecó faturou a taça tendo no elenco nomes como dos argentinos Milinkovic e Weber.

“Estávamos na pressão e conseguirmos vencer. O esporte proporciona muitas emoções”, afirmou o treinador Décio Haubert Júnior, em entrevista ao Diário do Iguaçu.

“O nosso jogo final foi marcado pela irregularidade. Não sacamos muito bem e eles aproveitaram. O foco total agora é para os Jogos Abertos de Santa Catarina”, coloca o técnico Luciano Iribarrem Carvalho. 

Agora, tanto Aprov/Chapecó quanto Içara vão se preparar para os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), que ocorrem na cidade de Itajaí de 15 a 25 de novembro. A equipe de Décio Haubert Júnior vai em busca do tricampeonato.

foto: Divulgação

(Superliga) Minas Tênis e UFJF abrem a competição em BH

A Superliga 2014/2015 começa oficialmente neste sábado, às 17h quando o Minas Tênis Clube recebe a UFJF, na Arena JK, em Belo Horizonte. As duas equipes já se encontraram três vezes nesta temporada pelo Campeonato Mineiro e o time da capital levou a melhor em todos os confrontos, porém agora o duelo vale pela principal competição do Brasil. Vale lembrar que essa partida foi antecipada da 2ª rodada.

Vice-campeão estadual, o Minas Tênis Clube chega bastante reformulado para essa edição da Superliga. Jovens promissores como o ponteiro Bruno Canuto e o central Pétrus foram contratados, enquanto revelações da equipe na temporada passada foram mantidos, como o central Otávio e o oposto Franco. No quesito experiência fazem parte do elenco o levantador Everaldo e o líbero Lucianinho, peças fundamentais no trabalho do técnico Nery Tambeiro.

“Sem dúvida nenhuma, o Mineiro foi uma competição que nos ajudou a colocar em prática tudo que a comissão técnica tem nos passado. Nosso time está confiante, e estamos trabalhando muito forte para melhorar cada dia mais (...) Acho que esse é um jogo como outro qualquer, já que sempre entramos em quadra com uma responsabilidade muito grande. Nós já ganhamos três jogos deles no Mineiro e isso aumenta ainda mais essa responsabilidade. Os dois times se conhecem bem, o que torna a partida ainda mais difícil. Mas, estamos bem e preparados para fazer um jogo ainda melhor do que os anteriores”, afirmou o central Otávio.

“Viemos do Mineiro, em que tínhamos que chegar pelo menos na final, e isso gerou uma pressão para os jovens jogadores do elenco. Agora, vai começar a Superliga. Os jogadores não tiveram muito tempo de descanso para recuperar, principalmente, a parte emocional. O calendário está apertado e não temos como fazer diferente. Porém, a motivação do grupo é grande. É um elenco jovem que está louco para jogar, para mostrar trabalho. Essa motivação extra dos atletas vai superar qualquer dificuldade de uma estreia”, declarou o técnico Nery Tambeiro.

Pelo lado da UFJF, o técnico Chiquita segue mais uma temporada no clube, que tratou de mexer bastante no elenco. Foram contratados: o levantador Rodrigo, os centrais Ialisson e Tarcísio, os ponteiros Manius, Sérgio e Batagim, os opostos Bergamo e Alemão e o libero Fábio Paes. No Campeonato Mineiro, o time teve altos e baixos, porém fez uma boa excursão pela Argentina, onde chegou a ganhar do tradicional Personal/Bolivar.

“Nosso time está evoluindo e precisa amadurecer um pouco mais como equipe para conseguir bons resultados nessa Superliga. Temos começado bem os jogos, mas não estamos conseguindo sustentar a vantagem até o final (...) Perdemos três jogos para o Minas no campeonato estadual e, agora, é inevitável um certo clima de revanche. Acredito que começar bem é fundamental, principalmente contra um adversário como o Minas. Uma vitória amanhã nos dará ainda mais confiança para seguir na Superliga”, comentou o ponteiro Manius. 

“Esperamos começar a Superliga com o pé direito. Sabemos que os confrontos serão difíceis e a competição longa. A qualidade técnica das equipes melhorou bastante, todas se reforçaram. Nosso plantel tem uma qualidade muito boa e acredito que podemos conquistar o objetivo principal, que é a classificação para a segunda fase da Superliga, ficando entre as oito melhores equipes de vôlei masculino do Brasil”, disse o treinador Chiquita.

Equipes:

Minas Tênis: Bruno Canuto, Yadrian, Everaldo, Pétrus, Otávio, Franco e Lucianinho (líbero)
Técnico: Nery Tambeiro

UFJF: Ialisson, Victor Hugo, Rodrigo, Bérgamo, Manius, Sergio e Fabio Paes (líbero)
Técnico: Chiquita

foto: Minas Tênis Clube/Divulgação

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

(Paulista) Funvic/Taubaté e Sesi-SP decidem título neste sábado

Com ingressos esgotados, Funvic/Taubaté e Sesi-SP se enfrentam neste sábado, às 13h, no ginásio do Abaeté, pela decisão do Campeonato Paulista – divisão especial. Depois de vencer na Vila Leopoldina por 3 sets a 0, a equipe do Vale do Paraíba joga por uma vitória simples para levantar a taça, enquanto o time da capital precisa vencer o duelo para forçar um golden set. A partida terá transmissão do Sportv.

A boa vitória na casa do adversário na última segunda-feira foi bastante comemorada, mas faz parte do passado para o elenco da Funvic/Taubaté. Por se tratar de um novo jogo, o objetivo é entrar em quadra concentrado desde o início e sacando da mesma maneira que no duelo anterior. O único desfalque para o confronto será o central Sidão, que sofreu um estiramento de grau dois na panturrilha esquerda e ficará afastado por quatro semanas.

“Sabemos da vantagem que construímos na primeira partida com ritmo de jogo, volume e também no saque e ataque. Mas precisamos trabalhar a recuperação física e definir bem as estratégias para não perdermos esse tipo de comportamento, que é fundamental”, afirmou o técnico Cezar Douglas.

No Sesi-SP, o técnico Marcos Pacheco tratou de usar a semana para avaliar os erros apresentados pelo seu time na primeira partida. Além disso, os jogadores estudaram mais os adversários, como o ponteiro Lipe, que acabou sendo um dos destaques na Vila Leopoldina. Sem contar com Murilo (lesionado), o comandante da equipe paulistana aposta novamente em Douglas Sousa, porém vale ficar de olho em Mão e seus ataques potentes.

“O número de erros tem que ser o menor possível. Menor do que o do último jogo e menor do que o deles. Teremos que ser agressivos e correr riscos. Mas não tem outra saída, quando só a vitória interessa (...) A gente entrou para ganhar, tanto que lutou até o final do terceiro set. Mas como havia a possibilidade de partimos para o golden set, eu já estava fazendo algumas observações e pensando no time. Agora não terá esse tempo, pois temos que vencer no jogo antes”, disse o técnico Marcos Pacheco.

Equipes:

Sesi-SP: Marcelinho, Théo, Rogério, Lucão, Douglas Sousa, Lucarelli e Serginho (líbero)
Técnico: Marcos Pacheco

Funvic/Taubaté: Rapha, Lorena, Lipe, Dante, Maurício, Devid e Felipe (líbero)
Técnico: Cezar Douglas

foto: Lucas Dantas/Sesi-SP Divulgação & Jonas Barbetta/ Tuddo Comunicação

(Gaúcho) Canoas supera Bento Vôlei/Isabela e assume liderança

Mesmo jogando no ginásio municipal de Bento Gonçalves, o Canoas Vôlei venceu o Bento Vôlei/Isabela por 3 sets a 1, parciais de 24/26, 23/25, 26/24 e 25/17, pelo Campeonato Gaúcho. Com o resultado, a equipe do técnico Marcos Miranda alcançou os 13 pontos e divide a liderança com o Voleisul/Paquetá Esportes, porém tem a chance de confirmar o primeiro lugar na próxima terça-feira, às 20h, quando volta a encarar o time serrano, agora no ginásio La Salle.

No primeiro set, o bloqueio forte deu tranquilidade ao time canoense, que chegou ao primeiro tempo técnico com quatro pontos à frente: 8 a 4. O mesmo fundamento ajudou o Bento Vôlei a encostar no placar, e, no final da parcial, empatar em 24 a 24 ao parar o ataque de Rodrigo Quiroga. Porém, a experiência do oposto Dennis e um erro de recepção do líbero Maraca deram aos visitantes a vitória por 26 a 24.

O segundo set iniciou como replay do anterior. Dennis, principal nome da partida, variou os ataques pela saída e conquistava ponto a cada jogada, fosse de bloqueio ou saque. No fim do período, após a inversão de 5-1 com os ingressos do levantador Evandro e do oposto Jardel, coube ao substituto do cubano fechar em 25 a 23.

No tudo ou nada, o Bento Vôlei passou a arriscar o saque no terceiro set. A passagem do levantador Rivoli garantiu quatro pontos e o time da Serra chegou ao tempo técnico na frente. Em determinado momento, a parcial ficou disputada, porém com apoio do torcedor os donos da casa fecharam em 26 a 24.

O quarto set foi uma sucessão de erros de saque, em especial do Bento Vôlei, que deixou o Canoas disparar com três pontos à frente desde o começo do período. O bloqueio agressivo ajudou o time visitante a administrar a vantagem e ampliar. No final 25 a 17 para os comandados de Marcos Miranda, com destaque para o oposto Dennis, autor de 23 pontos no jogo.

“Foi muito bom por eu estar voltando. Fizemos dois jogos bons contra o Passo Fundo e um jogo de alto nível aqui em Bento Gonçalves. O time está se entrosando e se saiu bem em todos os fundamentos. Este é o caminho”, avaliou o cubano Dennis.

Equipes:

Bento Vôlei: Rívoli, Tuba; Dentinho, Danilo, Giovanni, José Ricardo e Maraca (líbero)
entraram: Athos, Elder e Reffatti.
Técnico: Fernando Rabelo

Canoas Vôlei: Paulo Renan, Dennis, Quiroga, Minuzzi; Gustavo, Tiago Barth e Jeffe (líbero)
entraram: Jardel, Evandro e Alê
Técnico: Marcos Miranda

foto: Matheus Beck/Vôlei Canoas

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

(Catarinense) Aprov/Chapecó e Içara decidem título nesta sexta

As duas melhores equipes da fase classificatória chegaram a decisão do Campeonato Catarinense 2014. Nesta sexta-feira, às 20h30min, Aprov/Chapecó/Angel Lira Fox e FME/Içara duelam no ginásio da Unoesc e a expectativa é de um bom jogo de voleibol, pois nos confrontos recentes o que não falta é equilíbrio. Ainda não é oficial, mas a FCV pode transmitir a partida ao vivo pelo site oficial da entidade.

Na Aprov/Chapecó, o clima é de concentração total já que nos dois últimos anos a equipe acabou com o vice-campeonato perdendo para Super Imperatriz e Floripa E.C. O técnico Decio Haubert Junior entende que a melhor campanha na fase anterior (perdeu apenas um jogo dos oito que disputou) faz parte do passado e que agora a atenção precisa ser redobrada por se tratar de um jogo único.

Pelo lado da FME/Içara, o técnico Luciano Iribarrem Carvalho.entende que tem nas mãos um elenco jovem e que a campanha da fase classificatória foi de altos e baixos. A vitória no segundo turno sobre a própria Aprov/Chapecó deu moral a equipe, que trabalha desde o início do mês pensando nas características do adversário da final.

“A expectativa é a melhor possível. Tem tudo para ser um grande jogo e coroar o Campeonato Catarinense que foi muito bom este ano. Já tivemos três confrontos contra nosso adversário da final e sabemos do potencial deles. Estamos treinando forte para tentar neutralizar os principais pontos fortes e trazer o jogo para nosso favor”, declarou o técnico Luciano Iribarrem Carvalho.

foto: Divulgação

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

(Gaúcho) Bento Vôlei/Isabela recebe o Canoas Vôlei na Serra

Nesta quinta-feira, às 20h, o Bento Vôlei/Isabela enfrenta o Canoas Vôlei, no ginásio municipal de Bento Gonçalves por mais uma rodada do Campeonato Gaúcho. Na vice-liderança, com dez pontos, a equipe do técnico Marcos Miranda busca a primeira colocação para ter vantagem na próxima fase, enquanto o time da Serra, que aparece em terceiro lugar, com set pontos, busca melhorar sua posição na tabela.

Mesmo com a Superliga 2014/2015 batendo na porta (a estreia ocorre no dia 1º de novembro), o Canoas Vôlei está focado na busca pela liderança do Estadual. Como o Voleisul/Paquetá Esportes encerrou sua participação na fase classificatória com 13 pontos, a equipe de Gustavo e companhia pode fazer a melhor campanha caso vença um dos jogos que ainda lhe restam.

“Vamos entrar em quadra contra Bento da mesma forma que faremos em todos os jogos desta temporada: sempre pensando na vitória. Nosso objetivo maior é vencer este campeonato e vamos entrar com a faca entre os dentes nas duas partidas para trazer os confrontos decisivos para a nossa casa”, afirmou o oposto Jardel.

O Bento Vôlei não tem mais condições de chegar a primeira colocação, pois no máximo atingiria 13 pontos, mas perderia no critério de vitórias para o Voleisul/Paquetá Esportes. Entretanto, o técnico Fernando Rabelo quer ver o time mostrando um bom voleibol dentro de casa, principalmente contra os atuais campeões estaduais. O oposto Tuba e o ponteiro Dentinho são os destaques da equipe serrana.

Equipes:

Bento Vôlei/Isabela: Tuba, Rivoli, Dentinho, José Ricardo, Giovanni, Refatti e Maraca (líbero)
Técnico: Fernando Rabelo

Canoas Vôlei: Evandro, Jardel, Minuzzi, Rodrigo Quiroga, Gustavo, Tiago Barth e Jeffe (líbero)
Técnico: Marcos Miranda

foto: Matheus Beck/Canoas Vôlei

São José tem reforços em quadra e fora dela para a Superliga

Quarto colocado no Campeonato Paulista – divisão especial, o São José dos Campos volta suas atenções para a Superliga 2014/2015. A estreia da equipe paulista será no dia 30 de outubro, contra o Sada/Cruzeiro, no ginásio do DCTA. Pensando em fazer bonito em sua primeira experiência na elite nacional, o técnico Reinaldo Bacilieri recebeu três reforços, que já estão treinando com o grupo.

O ponteiro Bob havia sido anunciado antes, porém só agora, após se recuperar de uma lesão, está à disposição. O também ponteiro Mota chega ao clube depois de atuar pelo ACBD/Rio Claro, enquanto o central Maicon estava no Volta Redonda e chega para ser mais uma opção no meio de rede do São José dos Campos. Vale destacar que a base do Estadual continua, ou seja, com destaque para o oposto Jean, o ponteiro Juninho e o central Everton.

Fora de quadra, o objetivo é iniciar um processo de sustentabilidade, ou seja, ir conquistando apoio da iniciativa privada para que a Prefeitura de São José dos Campos não seja a principal entidade a garantir recursos para manutenção da equipe profissional. Para isso, o clube profissionalizou a comunicação e marketing da equipe, sendo que algumas ações junto ao torcedor já devem ser conferidas na estreia da Superliga.

“O São José adotou medidas modernas de gestão esportiva, de olho no potencial de exposição da equipe na mídia, seus torcedores e em ferramentas relativamente recentes como as leis de incentivo ao esporte nas esferas estadual e federal”. “Temos prospectado e nos reunido com diversos potenciais patrocinadores que têm demonstrado interesse em patrocinar o time e está com conversas bem adiantadas com alguns deles”, declarou Pelayo Magraner, sócio da MaCost, uma das empresas que irão captar recursos diretos.

“Todos os nossos esforços convergem para que o time possa se manter com pelo menos 30% de recursos privados para a temporada 2015/2016 visando sua independência financeira em até três anos (...) Grande parte das equipes de São José participa da elite do esporte nacional, com grande visibilidade na mídia regional e nacional, o que pode viabilizar a atração de grandes empresas a esses projetos”, contou o presidente da Escola do Corpo, Osvaldo Filho.

foto: Zaia Comunicação

C.S.S./Osasco entra como favorito no quadrangular final

Campeão do primeiro (troféu Bandeirantes) e segundo (Troféu Piratininga) turno do Campeonato Paulista - 1ª divisão, o C.S.S. II Exército/Osasco entra como favorito a conquista do título e a vaga na elite estadual em 2015. Além de ter feito a melhor campanha da fase classificatória, a equipe do técnico Val Feitosa jogará o quadrangular final, que contará com São José do Rio Preto, Brasil Kirin/Juvenil e AABB/Limeira, em seus domínios.

“Lutamos na fase de classificação para trazer o quadrangular para Osasco. Na reta final do returno perdemos três jogadores importantes, mas conseguimos superar as dificuldades e terminamos a fase em primeiro lugar com uma diferença pequena para as outras equipes. Esta competição é muito equilibrada, não há favoritos. Mas estamos treinando muito para conquistar nosso objetivo, que é o título da competição”, comentou o técnico Val Feitosa.

Quanto aos adversários, São José do Rio Preto, do técnico Marquinhos Feitosa, que fez bons jogos diante da equipe de Osasco, sendo que no segundo turno a partida entre eles foi uma das melhores até aqui no torneio. O Brasil Kirin/Juvenil chega embalado pela boa fase conquistada na reta final do segundo turno, enquanto o AABB/Limeira tem altos e baixos, mas pode surpreender.

O quadrangular final ocorre entre os dias 23 e 25 de outubro, sendo que na quinta-feira as partidas serão realizadas no ginásio do Sesi no Piratininga, enquanto na sexta e no sábado, os confrontos acontecem no ginásio José Liberati.

Confira os jogos

23/10 (quinta-feira)
17h30min - Brasil Kirin x São José do Rio Preto
19h30min - Osasco x Limeira

24/10 (sexta-feira)
18h30min - Brasil Kirin x Limeira
20h30min - São José do Rio Preto x Osasco

25/10 (sábado)
15h - Limeira x São José do Rio Preto
17h - Osasco x Brasil Kirin

foto: Divulgação