sexta-feira, 31 de outubro de 2014

(Superliga) Sada/Cruzeiro vence São José dos Campos na estreia

O atual campeão da Superliga começou bem a edição 2014/15 ao vencer o São José dos Campos por 3 sets a 1, parciais de 25/11, 20/25, 25/20 e 25/19, no ginásio Basílica, em Aparecida do Norte. Com o resultado, a equipe mineira, que manteve a base da temporada passada, somou três pontos, deixando claro que não pretende deixar o posto de principal time do país. Já no caso dos paulistas, o bom rendimento, principalmente no segundo set, deu confiança para que se possa ir longe na competição.

O primeiro set começou com o Sada/Cruzeiro arrasador e impondo um ritmo forte no saque e no ataque. Com destaque para o cubano Leal, o time mineiro não tomou conhecimento do adversário e venceu por 25 a 11. No segundo set, o rendimento da equipe celeste acabou caindo e o São José dos Campos aproveitou para ficar na frente do placar. Com boas defesas e sendo inteligente no ataque, a equipe paulista fechou a parcial em 20 a 25.

Com 1 a 1 em sets, o terceiro período só poderia ser equilibrado, porém após muita disputa, o Sada/Cruzeiro mostrou mais tranquilidade para fechar em 25 a 20. No quarto set, São José dos Campos chegou a iniciar melhor e faz 9 a 5, porém acabou vacilando nos momentos decisivos do jogo e os mineiros aproveitaram para virar o placar e vencer por 25 a 19.

“Acho que minha atuação foi boa. O time jogou bem para uma estreia de Superliga. Ainda não estamos com nosso melhor ritmo, no nosso máximo, mas isso vai acontecer ao longo da competição e estamos treinando muito. Foi um jogo bem disputado e o time de São José brigou bastante. Creio que em alguns momentos, principalmente no segundo set, nós entramos um pouco abaixo. Mas o time mostrou que é muito unido, conseguimos a vitória que era muito importante e voltamos para casa com esses três pontos”, disse o ponteiro Leal.

“Entramos ansiosos no primeiro set e erramos muito. A partir do segundo, começamos a equilibrar um pouco mais as ações, mas cometemos erros que não podemos ter contra uma equipe do nível do Sada Cruzeiro. No entanto, foi positivo para uma estreia e temos que pensar na sequência do campeonato”, analisou o treinador Reinaldo Bacilieri.

O próximo desafio das duas equipes na competição será no próximo sábado. O Sada/Cruzeiro enfrenta o Montes Claros, às 17h, no ginásio do Riacho, em Contagem. Já o São José dos Campos pega o Minas Tênis Clube, às 19h, no Tênis Clube/SJC.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Winters, Leal, Isac, Douglas e Serginho (líbero)
entraram: PV, Lucas Salim e Éder
Técnico: Marcelo Mendez

São José dos Campos: Pedrinho, Jean, Juninho, Mineiro, Everton, Rodolpho e Túlio (líbero)
entraram: Kaio, Rodrigo, Moisés e Edvaldo
Técnico: Reinaldo Bacilieri

foto: Tião Martins / PMSJC

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

(Superliga) Sada/Cruzeiro estreia diante do São José dos Campos

O Sada/Cruzeiro estreia na Superliga 2014/2015 nesta quinta-feira, às 21h, diante do São José dos Campos, no ginásio Basílica, em Aparecida do Norte. A partida, que terá transmissão do Sportv, marca o encontro do atual campeão da elite nacional com o vencedor da última edição da Superliga B. Além disso, o duelo tem tudo para agitar a cidade do interior mineiro, que terá a oportunidade de acompanhar de perto um bom jogo de voleibol.

Finalista nas quatro últimas edições da Superliga, sendo campeão por duas vezes, o Sada/Cruzeiro entra como o time a ser batido. Nesta temporada, os comandados de Marcelo Mendez já levantaram o título mineiro de forma invicta, além de conquistarem o Torneio de Irvine, nos Estados Unidos. Com a base mantida e reforços qualificados, como o canadense Winters, não seria nenhuma surpresa ver a equipe celeste novamente no lugar mais alto do pódio.

“Esperamos um jogo bem difícil. Primeiro, por ser uma estreia e, também, porque, esse ano, todas as equipes jogarão contra o nosso time querendo tirar uma casquinha e com menos responsabilidade, por sermos os atuais campeões. Isso, com certeza, vai dificultar muito o nosso caminho nessa Superliga”, disse o levantador William.

“Vamos começar o torneio mais importante do vôlei brasileiro. Chegamos fortes, apostando no entrosamento desse grupo e nosso objetivo é fazer um bom campeonato para brigar pelo título. Temos que fazer uma boa estreia. O São José dos Campos vai brigar pela classificação e não vai oferecer facilidades. Temos que entrar bastante concentrados e jogar bem”, destacou o técnico Marcelo Mendez.

Com a conquista da Superliga B, o São José dos Campos garantiu o direito de disputar a principal competição do voleibol nacional e as expectativas são boas. Mesmo sendo estreante, o objetivo é brigar por uma vaga nos playoffs, mas também consolidar o projeto que vem crescendo a cada temporada, tendo em Reinaldo Bacilieri um comandante detalhista e que conhece o time que tem nas mãos. A chegada as semifinais do Campeonato Paulista – divisão especial por dois anos seguidos apontam que o time está no caminho certo.

“Todos os jogos serão pedreiras, já que o nível do campeonato é altíssimo. Fizemos uma boa preparação para a temporada, nossa campanha no paulista foi muito boa também. Estamos bastante focados. Nosso objetivo é nos manter na Superliga e cada partida será muito difícil. O time do Sada Cruzeiro é muito entrosado, está juntos há quatro temporadas e tem títulos muito importantes, como o Mundial no ano passado e duas Superligas. Todo o conjunto deles nos preocupa. De qualquer forma, a expectativa é boa para a estreia”, analisou o central Rodolpho.

“Entramos em quadra sempre em busca do nosso melhor. Nesta estreia não será diferente, a expectativa é de que façamos frente ao adversário, mesmo sabendo de sua força. Vamos em busca da vitória e jamais baixaremos a cabeça diante de qualquer adversidade”, declarou o técnico Reinaldo Bacilieri.

Equipes:

São José dos Campos: Pedro, Jean, Everton, Rodolpho, Juninho, Mineiro e Tulio (líbero)
Técnico: Reinaldo Bacilieri

Sada/Cruzeiro:
William, Wallace, Isac, Douglas Cordeiro, Winters, Leal e Serginho (líbero)
Técnico: Marcelo Mendez

foto: Renato Araújo/Divulgação/Sada/Cruzeiro

(Superliga) Funvic/Taubaté leva a melhor diante do Minas Tênis

Depois de conquistar o Campeonato Paulista – divisão especial, a Funvic/Taubaté estreou com o pé direito na Superliga 2014/2015 ao vencer o Minas Tênis Clube por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/23 e 25/19, no ginásio Abaeté. A equipe do Vale do Paraíba, com grandes estrelas no elenco e o título estadual, chega apontada como uma das favoritas, enquanto o time de Belo Horizonte, que estreou com vitória sobre a UFJF, deve brigar para ingressar nos playoffs.

A partida iniciou equilibrada, com as duas equipes disputando ponto a ponto. A Funvic/Taubaté, mesmo sem o levantador Rapha e o central Sidão (ambos lesionados) conseguiu ter mais tranquilidade no final da parcial para vencer por 25 a 23, após uma largadinha do ponteiro Dante. No segundo set, o Minas Tênis Clube mostrou que não se abalou com a derrota anterior e foi para cima, com destaque para o cubano Escobar, porém novamente no final os donos da casa cresceram e fizeram 25 a 23.

No terceiro set, a Funvic/Taubaté resolveu não dar chance para o azar e desde o início foi para cima do adversário e dominou as ações. Com o apoio das arquibancadas, os comandados de Cezar Douglas abriram boa vantagem na metade da parcial e foram administrando o duelo até fechar com 25 a 19, sendo que a principal figura do jogo foi o ponteiro Lipe, com 16 acertos.

“Notei do nosso lado um desgaste em consequência das finais estressantes do Paulista. Foi muito importante ter conseguido uma vitória de três pontos nesse comecinho porque vai pesar no final. Erramos um pouco hoje, mas sacamos com consistência e o time reagiu bem as baixas que tivemos. Por isso, considero que foi uma boa estreia, já que estamos sem o Sidão e o Raphael”, declarou o ponteiro Lipe.

“Tivemos jogadores a menos no elenco e de novo precisaremos nos superar dentro de uma sequência de jogos, mas temos que saber lidar com esse momento e acreditar que jogo a jogo vamos evoluir”, disse o técnico Cezar Douglas.

A Funvic/Taubaté volta a quadra no próximo sábado, às 21h30min, para enfrentar o Brasil Kirin, no ginásio do Taquaral. No mesmo dia, às 19h, o Minas Tênis encara o São José dos Campos, no ginásio Tênis Clube/SJC.

Equipes:

Funvic/Taubaté: Pedro, Lorena, Lipe, Dante, Deivid, Maurício e Felipe (líbero)
entraram: Leozão e Thiago Sens
Técnico: Cezar Douglas

Minas Tênis: Everaldo, Escobar, Thiago, Bruno Canuto, Otávio, Flávio e Lucianinho (líbero)
entraram: João, Franco e Felipe
Técnico: Nery Tambeiro

foto: Fernando Noronha/ Portal R3/ Tuddo Comunicação

(Superliga) Sesi-SP estreia com vitória sobre Montes Claros

Em duelo realizado com bom público no ginásio Tancredo Neves, o Sesi-SP venceu o Montes Claros por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 25/22, 23/25 e 25/19, pela 1ª rodada da Superliga 2014/2015. Com o resultado, a equipe paulista deixa de lado a derrota na decisão do Estadual, enquanto os mineiros mostram que podem brigar com algo a mais ao incomodar um dos favoritos ao título.

A torcida do Pequi Atômico compareceu em bom número (3.180 pagantes) na expectativa de ver a equipe fazer frente ao forte Sesi-SP. Entretanto, os donos da casa pareciam bastante nervosos em quadra e não conseguiam neutralizar as principais jogadas do adversário perdendo os dois primeiros sets por 22 a 25. Na terceira parcial, o Montes Claros reagiu e com bom trabalho de saque e defesa venceu por 25 a 23. Já no quarto set, o equilíbrio continuou, porém com boas atuações dos centrais Riad e Lucão, os visitantes fecharam em 25 a 19.

“Começamos muito bem o jogo, bloqueando bem e com uma rotação de bola muito boa. No terceiro set, o time deles sacou melhor e conseguiu neutralizar o nosso ataque. No quarto, nós que sacamos bem taticamente e fomos bem no bloqueio, que foi o diferencial para a vitória no dia de hoje. O nosso grupo ainda está começando a se ajeitar e tem muito a crescer. Conforme fizemos os jogos, vamos melhorar bastante e colocar em quadra 100% do potencial da equipe”, analisou o central Lucão.

As duas equipes voltam a quadra no próximo sábado, às 17h. O Sesi-SP recebe o Voleisul/Paquetá Esportes, no ginásio da Vila Leopoldina. Já o Montes Claros enfrenta o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Equipes:

Montes Claros: Rodriguinho, Léo Mello, Ceará, Polaco, Acácio, Pedrão e Gian (líbero)
entraram: Salsa, Edinho e Índio
Técnico: Marcelinho Ramos

Sesi-SP: Marcelinho, Théo, Douglas, Lucarelli, Lucão, Riad e Serginho (líbero)
entraram: Rafael Araujo, Thiaguinho e Thales
Técnico: Marcos Pacheco

foto: Fredson Souza/MCV

(Superliga) Em Novo Hamburgo, Brasil Kirin derrota Voleisul

Em um jogo bem disputado, o Brasil Kirin derrotou o Voleisul/Paquetá Esportes por 3 sets a 1, parciais de 25/19, 17/25, 25/22 e 25/23, no ginásio da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo. Com o resultado, a equipe de Campinas mostrou que a eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista – divisão especial ficou para trás, enquanto o time gaúcho teve momentos de altos e baixos, nada mais normal, que uma equipe estreante na competição.

Mesmo jogando fora de casa, o time de Campinas não se intimidou e começou bem o primeiro set, indo para o primeiro tempo técnico com uma vantagem: 8 a 5. A diferença aumentou quando o Brasil Kirin abriu 16 a 9 no segundo tempo técnico. O oposto Wallace apareceu bem nas jogadas de ataque e ajudou os visitantes a fechar em 25 a 19.

No segundo set, a Voleisul/Paquetá Esportes chegou a abrir 3 a 0 já no início, mas os paulistas buscaram, com o levantador Sandro cadenciando o saque, diminuir a vantagem. Contando com o apoio do torcedor, os gaúchos cresceram na parcial e com destaque para o oposto Leandrão e o ponteiro Japa venceram por 25 a 17 e empataram o duelo em 1 a 1.

No terceiro set, o técnico Alexandre Stanzioni resolveu colocou em quadra o ponteiro João Paulo Tavares, que conseguiu dar mais volume de jogo aos visitantes. As equipes chegando ao empate em 8 a 8 e cada lance era bastante disputado, sendo que o Brasil Kirin conseguiu abrir 15 a 13. A partir daí, o equilíbrio se manteve, mas o central Luizinho se destacando, o time de Campinas chegou à vitória por 25 a 22.

Depois de um início equilibrado no quarto set, o Brasil Kirin, com direito a ace do central Vini, chegou a abrir quatro pontos de vantagem: 18 a 14. A torcida local fazia a sua parte, vaiando as jogadas dos campineiros e ajudando o Voleisul/Paquetá Esportes a encostar no placar. Entretanto, os visitantes tinha o oposto Wallace, que fez a diferença, e conseguiu ajudar os paulistas a vencerem por 25 a 23.

“Foi um jogo duro, assim como todos os jogos da Superliga vão ser. Sofremos um pouquinho com o calor, mas o importante foi o resultado, conquistamos nosso objetivo de levar a vitória para Campinas. Quem compareceu para acompanhar a partida, assistiu a um belo espetáculo”, afirmou o levantador Sandro.

“Um jogo difícil, não conhecíamos o adversário, mas conseguimos nos arrumar dentro do jogo dentro daquilo que a gente tinha planejado para essa estreia, portanto, um bom resultado fora de casa”, declarou o técnico Alexandre Stanzioni.

“Neste momento, temos que exaltar a capacidade e o poderio do nosso adversário. Sabíamos que seria uma partida muito dura, mas a equipe conseguiu jogar em igualdade. Ganhamos um set, disputamos bem o último. Estamos entrando na disputa, e aos poucos vamos nos colocar no nosso lugar no torneio”, afirmou o treinador Paulo Roese.

O próximo compromisso do Brasil Kirin será contra a Funvic/Taubaté no sábado, às 21h30min, no ginásio do Taquaral. No mesmo dia, às 17h, a Voleisul/Paquetá Esportes encara o Sesi-SP, no Ggnásio da Vila Leopoldina.

Equipes:


Voleisul/Paquetá Esportes: Rafinha, Satiro, Robinho, Hugo, Japa, Leandrão e Rafa (líbero).
entraram: Maurício, Renan e Rafael Franco
Técnico: Paulo Roese

Brasil Kirin: Sandro, João Paulo Bravo, Ary, Gustavão, Luizinho, Wallace e Alan (líbero).
entraram: Michael, Jotinha, João Paulo Tavares e Vini
Técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Daniel Nunes

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

(Superliga) Campeão paulista, Taubaté pega o Minas Tênis

Depois de conquista o Campeonato Paulista – divisão especial, a Funvic/Taubaté faz sua estreia na Superliga 2014/2015 nesta quarta-feira, às 20h, diante do Minas Tênis Clube, no ginásio do Abaeté. Contando com vários jogadores da Seleção Brasileira, a equipe do Vale do Paraíba entra na competição com altas expectativas, enquanto o jovem time mineiro, que estreou vencendo a UFJF, quer buscar pontos no primeiro duelo fora de casa.

10º colocado na edição 2013/2014, a Funvic/Taubaté chega para essa Superliga totalmente reformulada, principalmente dentro de quadra. Chegaram nomes como dos ponteiros Dante e Lipe, do oposto Lorena, do líbero Felipe, do levantador Rapha e do central Sidão. Com tantas estrelas assim, a diretoria da equipe do Vale do Paraíba pensa em ir o mais longe possível na competição e pensar em título não é algo impossível.

Para encarar os mineiros, o técnico Cezar Douglas não poderá contar com o central Sidão, o levantador Rapha e o ponta Djalma, que estão afastados pode lesão. Com isso, o jovem Pedro será responsável por distribuir as jogadas e o guerreiro Deivid terá mais uma oportunidade de iniciar uma partida como titular. Resta saber se a ressacada do título estadual já ficou no passado.

Na partida de abertura da Superliga, o Minas Tênis Clube venceu, em casa, a UFJF por 3 sets a 1, com boa atuação do ponteiro cubano Escobar. Com um elenco muito jovem, o técnico Nery Tambeiro sabe que para vencer uma equipe forte como a Funvic/Taubaté a concentração será fundamental, além disso, vale destacar a presença de atletas interessantes no elenco, como Bruno Canuto e Franco.

“Vamos enfrentar um time forte, que é campeão paulista, mas nossa equipe tem bons valores e está com muita vontade. Vamos com a meta de fazer um bom jogo e quem sabe surpreender, já que a competição ainda está no início”, disse o treinador Nery Tambeiro.

“A Superliga é assim, são jogos difíceis sempre, mas nossa equipe estreou bem na competição, o que tira um pouco a ansiedade. A Funvic/Taubaté ainda vai passar por esse momento de ansiedade para jogar, talvez isso possa nos ajudar”, declarou o central Flávio.

Equipes:

Funvic/Taubaté: Pedro, Lorena, Lipe, Dante, Deivid, Maurício e Felipe (líbero)
Técnico: Cezar Douglas

Minas Tênis
: Everaldo, Yadrian, Thiago, Canuto, Otávio, Pétrus e Lucianinho (líbero)
Técnico: Nery Tambeiro

foto: Jonas Barbetta/ Tuddo Comunicação

(Superliga) Montes Claros duela contra o fortíssimo Sesi-SP

Nesta quarta-feira, às 19h30min, o Montes Claros recebe o Sesi-SP, no ginásio Tancredo Neves, pela 1ª rodada da Superliga 2014/2015. Depois de uma campanha fraca no Campeonato Mineiro, que culminou na troca de treinador, o Pequi Atômico tenta iniciar bem a competição nacional. Já os comandados de Marcos Pacheco querem esquecer a derrota na decisão do Campeonato Paulista – divisão especial e arrancar com vitória.

Depois da saída de Carlos Schwanke e a chegada de Marcelinho Ramos, o Montes Claros chega para a Superliga como sendo um grande ponto de interrogação. Jogadores foram contratados com a indicação do treinador anterior e todos acreditam que o entrosamento e estilo de jogo do novo comandante só será empregado no decorrer da competição.

“Estamos evoluindo consideravelmente. A equipe está se entendendo bem e acreditamos em um bom resultado. Vai ser difícil, mas devemos jogar por nossos méritos (...) Respeitamos muito o Sesi-SP, mas também estamos confiantes no nosso trabalho. Queremos resgatar a torcida de Montes Claros nessa temporada e os torcedores são muito importantes para o nosso projeto. Esperamos fazer um bom jogo (...) A Superliga será muito equilibrada. Vejo cinco equipes favoritas ao título. O Montes Claros está em um segundo grupo, mas estamos com muita vontade de trabalhar e vamos buscar a classificação para os playoffs”, disse o treinador Marcelinho Ramos.

“Ainda não estamos no nosso ideal mas estamos evoluindo neste sentido. A chegada do Marcelinho (Ramos) foi crucial, pois ele cobra sempre o nosso melhor e estamos melhorando com isso. Esperamos também contar com o apoio da nossa torcida, que é sempre importante para dar um gás a mais ao time, declarou o levantador Rodriguinho.

Pelo lado do Sesi-SP, a derrota para a Funvic/Taubaté doeu na final do Estadual, porém o momento é de esquecer isso e pensar exclusivamente na Superliga. Com um elenco que tem nomes do calibre de Lucão, Lucarelli, Murilo e Serginho, não existe como não apontar a equipe paulista como uma das favoritas ao título. A grande questão fica em saber do rendimento de jogadores contratados para dar novo gás ao clube, casos do levantador Marcelinho e do oposto Théo.

“O nosso objetivo é chegar, mais uma vez, à final da Superliga. Sabemos que esse campeonato será muito competitivo. A Funvic/Funvic reforçou o grupo e montou um time forte. O Sada/Cruzeiro, o Brasil Kirin, o Ziober/Maringá e Canoas Vôlei também seguem com grandes elencos, além de outras boas equipes. O Paulista foi importante para a formação do nosso grupo e vamos lutar para conseguir nosso objetivo”, afirmou o técnico Marcos Pacheco.

“Tenho uma responsabilidade grande de ajudar os atletas mais jovens nesse começo de carreira, que é difícil e competitiva. Já com os jogadores renomados, com a minha experiência, posso ajudar a dar uma equilibrada em momentos tensos e decisivos da partida. E vou buscar estar próximo do Pacheco e ser um porta-voz da equipe para a comissão técnica”, disse o levantador Marcelinho. 

Equipes:


Montes Claros
: Rodriguinho, Léo Mello, Ceará, Polaco, Acácio, Pedrão e Gian (líbero)
Técnico: Marcelinho Ramos

Sesi-SP: Marcelinho, Théo, Douglas, Lucarelli, Lucão, Riad e Serginho (líbero)
Técnico: Marcos Pacheco

foto: Fredson Souza/MCV

(Superliga) Voleisul encara o Brasil Kirin em Novo Hamburgo

Pela 1ª rodada da Superliga 2014/2015, a Voleisul/Paquetá Esportes recebe o Brasil Kirin, nesta quarta-feira, às 19h, no ginásio da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo. Inscrito na competição nos acréscimos, a equipe gaúcha tenta mostrar desde e início que pode fazer bonito em quadra, enquanto o time de Campinas quer apagar a fama de morrer na praia e subir um degrau nesta edição.

A estreia do Voleisul/Paquetá Esportes marca a volta do vôlei de Novo Hamburgo à elite do esporte nacional. Depois do vice-campeonato na Superliga B, a equipe gaúcha passou por uma reformulação, tanto que acabou ficando com o primeiro lugar na fase classificatória do Estadual, a frente do Canoas Vôlei atual bicampeão. No elenco, destaque para o experiente levantador Rafinha e para o forte oposto Leandrão.

“Temos conversado muito com todo o grupo de que temos pela frente uma grande oportunidade (...) É claro que sempre existe aquela ansiedade. Isso é normal, e nem quero perder isso. Mas tenho muita experiência no vôlei, e vou levar isso para a quadra declarou o técnico Paulo Roese.

“Nossa expectativa é a melhor possível. Temos a vantagem de jogar a primeira partida em casa, e estar com a torcida a nosso favor ajuda a diminuir a ansiedade. Treinamos muito forte nos últimos dias, estamos preparados”, comentou o ponteiro Hugo.

Depois de cair nas semifinais do Campeonato Paulista – divisão especial, o Brasil Kirin tenta reerguer o moral estreando bem na principal competição do vôlei brasileiro. Com o central Gustavão recuperado da lesão no tornozelo, o técnico Alexandre Stanzioni inicia a Superliga com força máxima e mesmo jogando fora de casa o objetivo é começar vencendo.

“Tivemos uma semana muito boa e conseguimos ajustar a parte técnica. Eu consegui me recuperar da lesão no tornozelo e estou na melhor forma. A expectativa é que a gente comece essa Superliga com o pé direito, mesmo jogando fora de casa e sem conhecer o adversário. Vamos para o Sul buscar essa vitória”, afirmou o central Gustavão.

“É muito emocionante voltar para onde tudo começou. Onde nasci e conheci o voleibol, que me dá tantas alegrias até hoje. A sensação é de puro agradecimento a essa cidade, minha família, ao clube onde iniciei, aos meus amigos e técnicos. Espero rever muitos deles nessa passagem”, disse o agora coordenador técnico campineiro, André Heller, que saiu de Novo Hamburgo há 18 anos para colecionar títulos, como o de campeão olímpico.

Equipes:

Voleisul/Paquetá Esportes: Rafinha, Leandro, Hugo, Japa, Satiro, Robinho e Rafa (líbero)
Técnico: Paulo Roese

Brasil Kirin: Sandro, Wallace, Gustavão, Luizinho, Ary, João Paulo Bravo e Alan (líbero)
Técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Daniel Nunes

(Superliga) Ziober/Maringá faz dever de casa sobre São Bernardo

Em sua estreia na Superliga 2014/2015, o Ziober/Maringá derrotou o São Bernardo por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/19 e 25/21, no ginásio Chico Neto. Além dos três pontos conquistados, a equipe paranaense sentiu que vai poder contar novamente com o apoio do torcedor, que compareceu em bom número ao duelo.

Jogando em casa, o Ziober/Maringá sempre esteve com o domínio das ações na partida. O ponteiro Piá, com 14 acertos, foi o principal pontuador do duelo, porém o prêmio de melhor em quadra ficou com o jovem central Rafael, que teve elogiada atuação. Pelo lado do São Bernardo, o ponteiro Edy foi quem mais pontuou, com 12 acertos.

“O time que formamos nesta temporada tem ótimos jogadores, mas acima de tudo boas pessoas. Vamos fazer coisas muito boas nessa competição, mas sabemos que ainda estamos no início e temos que pensar jogo a jogo”, declarou o técnico Horacio Dileo.

“Estudamos bastante o time do São Bernardo, o que foi proposto taticamente nós conseguimos cumprir e a equipe ainda tem muito a evoluir. Tivemos alguns erros que poderiam nos prejudicar, mas pela estreia valeu a vitória. Independente de quantas Superligas já jogamos, a primeira partida de uma temporada sempre dá um friozinho na barriga”, disse o ponteiro Piá.

“Foi um jogo tenso no começo, no entanto, fomos melhorando ao longo do confronto. Tenho certeza que com o passar do campeonato vamos melhorar muito”, garantiu o treinador Douglas Chiarotti.

No próximo sábado, às 18h, o Ziober/Maringá encara o Canoas Vôlei, no ginásio La Salle. Já o São Bernardo pega a mesma equipe gaúcha, no dia 5 de novembro, às 19h, no ginásio Adib Moyses Dib.

Equipes:

Ziober/Maringá: Ricardinho, Rivaldo, Rafael, Ivan Marquez, Renato, Piá e Thiago Brendle (líbero)
entraram: Luan, Rogerinho, Gelinski e Ricardo
Técnico: Horacio Dileo

São Bernardo: Lucas, Edy, Najari, Igor, Leoni, Nicolas e Mendel (líbero)
entraram: Vini, Jacke e Fernando
Técnico: Douglas Chiarotti

foto: Ivan Amorim

(Gaúcho) Bento supera Canoas e equipes vão se enfrentar na semi

Pela última rodada da fase classificatória do Campeonato Gaúcho, o Bento Vôlei/Isabela derrotou o Canoas Vôlei por 3 sets a 1, parciais de 17/25, 25/23, 20/25 e 22/25, no ginásio La Salle. O resultado, não modificou a posição da equipe da Serra, que terminou essa etapa em terceiro, porém acabou tirando a chance do time de Marcos Miranda ficar em primeiro e ter vantagem na sequência da competição.

Precisando vencer apenas dois sets para confirmar a liderança, o Canoas Vôlei entrou na partida cometendo muitos erros de saque e sem volume no bloqueio. O Bento Vôlei aproveitou as falhas do adversário e com boa atuação do levantador Rivoli venceu a parcial por 25 a 17. Os donos da casa melhoraram no segundo set e errando bem menos venceram por 25 a 23.

No terceiro set, os mesmos problemas de lado a lado. Muitos erros de saque e baixo aproveitamento nos ataques derrubaram o rendimento dos jogadores. Melhor para o Bento Vôlei/Isabela, que conseguiu vencer por 25 a 18. No quarto set, o técnico Marcos Miranda passou a testar o banco de reservas para dar nova cara a equipe da casa, porém os visitantes seguiram melhor e venceram o duelo em 25 a 22.

“Jogamos para ganhar, foi bom para a autoestima do elenco; provamos que temos condições de enfrentar o Canoas, uma equipe muito forte como é, e vencer”, declarou o técnico Fernando Rabelo.

“O resultado foi ruim, porque teremos de jogar duas semifinais desgastantes durante a Superliga. Seria melhor passar em primeiro, fazer confronto contra Passo Fundo e decidir a final em casa. Por outro lado, tivemos a chance de testar jogadores que não entravam. Eles atuaram bem e me deram a chance de saber como o time pode corresponder coletivamente”, avaliou o treinador Marcos Miranda.

Com a primeira fase concluída, Bento Vôlei/Isabela (3º lugar) e Canoas Vôlei (2º lugar) se enfrentam novamente nas semifinais da competição. Na outra chave estão Voleisul/Paquetá Esportes (1º lugar) e Apeo/Sest Senat/Fasurgs (4º lugar). A princípio os jogos devem ocorre nos dias 24 e 26 de novembro e a decisão ocorrerá em jogo único no dia 1º de dezembro.

Equipes:

Canoas Vôlei: Paulo Renan, Dennis, Quiroga, Minuzzi; Gustavo, Tiago Barth e Jeffe (líbero)
entraram: Evandro, Jardel, Alê e Evandro Dias
Técnico: Marcos Miranda

Bento Vôlei/Isabela: Rívoli, Tuba; Dentinho, Reffatti, Giovanni, José Ricardo e Maraca (líbero)
entraram: Elder, Danilo, Henrique, Zoio e Athos
Técnico: Fernando Rabelo

foto: Matheus Beck/Vôlei Canoas