segunda-feira, 26 de junho de 2017

(Mundial Sub-21) Brasil enfrenta Canadá, Rússia e Argentina na segunda fase

Após vencer os três jogos da primeira fase sem perder nenhum set, a Seleção Brasileira não terá vida fácil na sequência do Campeonato Mundial Sub-21, que acontece na República Tcheca. Depois de terminar na liderança do Grupo D, o time verde e amarelo disputará a segunda fase no grupo F, junto com Canadá, Argentina e Rússia, na cidade de Brno. O primeiro confronto da próxima etapa será contra os canadenses, nesta terça-feira, às 15h (horário de Brasília).

“Nessa fase que começará não teremos jogo fácil. É uma chave com quatro times, e apenas dois se classificam. Nessa categoria ainda há muita oscilação dos atletas, e um jogo mais tranquilo pode se complicar. As duas maiores forças deste grupo são a Rússia e a Argentina. Começamos contra o Canadá, que também merece atenção. Estamos com o desfalque do Honorato, que torceu o tornozelo logo no primeiro set do jogo de estreia e ainda não se recuperou. Já estamos estudando os adversários com concentração total. O Canadá foi adversário recente na Copa Pan-Americana, vencemos, mas eles jogaram muito bem. A Argentina tem um lastro de vitórias grande também. A Rússia é uma equipe muito forte, não teremos vida fácil”, contou o técnico Nery Tambeiro.

Além do Grupo F com: Brasil, Argentina, Canadá e Rússia, a segunda fase do Mundial Sub-21 terá no Grupo E (China, Cuba, Irã e Polônia), no Grupo G (República Tcheca, Egito, Itália e Estados Unidos) e no Grupo H (Japão, Marrocos, Turquia e Ucrânia). Os dois melhores de cada chave passam para a etapa seguinte.

foto: FIVB/Divulgação

Vanderson é confirmado como o mais novo reforço do Montes Claros

A diretoria do Montes Claros anunciou o décimo atleta para compor o elenco visando a temporada 2017/2018. Trata-se do líbero Vanderson, de 22 anos, que iniciou sua carreira nas categorias de base do Sada/Cruzeiro e posteriormente integrou a equipe profissional, estando no grupo que conquistou Superliga, Mundial de Clubes, Supercopa e o Campeonato Mineiro.

“Estou muito feliz, muito motivado pela oportunidade e fazer parte desse projeto ambicioso. Além disso, quero mandar um beijo para essa torcida que é apaixonada e a maior do Brasil”, declarou Vanderson em seu vídeo de apresentação.

No Pequi Atômico, Vanderson terá a companhia do experiente Alan, que chega volta ao Brasil após duas temporadas no voleibol europeu. Com dez jogadores até o momento confirmados, a diretoria do Montes Claros deve intensificar a busca por, pelo menos, mais quatro jogadores, sendo que as prioridades seriam dois ponteiros passadores. Além disso, segue a procura por um treinador que se encaixe no perfil financeiro da equipe mineira.

Confira o elenco:

Levantadores: Sandro e Cristiano Torelli
Opostos: Lorena e Alemão
Centrais: Tarcísio, Mesa, Mudo
Ponteiros: Zanotti, Najari
Líberos: Alan e Vanderson

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro/Divulgação

domingo, 25 de junho de 2017

Após período no Bahrein, Nutti será o novo treinador da Seleção da Colômbia

Sidnei Luciano Papke, mais conhecido como Nutti, terá um grande desafio nesta temporada. Depois de um período no Bahrein, onde teve muito sucesso no comando do Dar Kuilav Club, o treinador aceitou assumir a Seleção da Colômbia, com a missão de montar uma equipe competitiva, em sua maioria de atletas Sub-23, e colocá-la em um espaço maior no cenário sul-americano e internacional.

“O convite surgiu através do presidente da Federação Colômbia, o Sr. Carlos Grisales, que gostou do trabalho que vinha sendo feito pelo Percy Oncken, e queria outro brasileiro no lugar (...) Eu estava no Bahrein, onde tive um grande sucesso no Dar Kuillav (campeão do principal torneio interclubes do Golfe Pérsico) e aceitei, mesmo tendo convite de treinar a seleção de lá, pois achei que o nível era melhor e também por ficar mais perto da família”, declarou Nutti, que já tem todo um planejamento montado.

“O primeiro campeonato que temos é a Copa Pan-Americana, que se inicia no dia 23 de julho, no Canadá, ou seja, temos pouco tempo. Essa semana estou em Cali acompanhando uma competição e faço a convocação no dia 30. Depois vamos para Bogotá e teremos 21 dias de treinamento. Na sequência temos o Sul-Americano, no Chile, e logo depois o Mundial Sub-23 que será no Egito (de 18 a 26 de agosto”, disse o novo treinador da seleção colombiana adulta e Sub-23.

Nutti, que passou um longo período como auxiliar-técnico de Bernardinho na Seleção Brasileira, teve várias experiências em sua primeira temporada como treinador principal. Além do Dar Kuilav Club, do Bahrein, ele esteve no comando do Copel Telecom/Maringá em parte da Superliga 2016/2017 e do Clube Jaó/Universo, na Superliga B.

“Eu tive uma experiência muito boa em Maringá, acho que foi um trabalho que tentei desenvolver da melhor forma possível. Tive tempo, tentei encaixar tudo que aprendi com a Seleção Brasileira e fiz um trabalho que esperava colher um grande retorno. Entretanto por alguns motivos, tivemos dificuldades com lesões, onde treinávamos dois dias e no restante da semana quatro ou cinco jogadores estavam quebrados. Agora sou muito agradecido ao Ricardinho por ter a primeira oportunidade como treinador em Maringá (...) Tive o convite de trabalhar na Superliga B, no Clube Jaó, onde a estrutura não era boa, mas tinha 14 jogadores que queriam alguma coisa. Treinamos em piso de cimento, mas mesmo assim todo muito querendo treinar e aprender, que acabou gerando um ótimo resultado. Sai do Jaó faltando um mês para as finais e o pessoal chegou a decisão No Bahrein eu tinha um grupo de jovens também, na faixa dos seus 23-25 anos, fizemos um mês de preparação para encarar o campeonato interclubes do Golfo Pérsico, e acabamos campeões. Foi bacana para mim, para todos no time e para a localidade onde o voleibol é o esporte mais praticado”, declarou Nutti, que espera uma evolução do voleibol local.

“Eu vou dirigir a seleção Sub-23 e a adulta masculina. Tenho que convocar 16 jogadores, sendo que desses 12 serão Sub-23 e quatro adultos, do jeito que gosto de trabalhar. Vou jogar todos os campeonatos com esse grupo. O Percy já vinha fomentando o voleibol e os jogadores evoluíram com o trabalho dele, mas ainda existe carência de competições. Temos uma etapa apenas, que começa neste final de semana aqui em Cali, e acho que podemos ter cinco etapas (uma por mês), começando em novembro, onde manteríamos os jogadores treinando e seria mais fácil de conseguir patrocínio. Nosso voleibol funcionava assim na década de 80 e passei isso para os dirigentes, pois seria um começo para depois pensarmos em uma Liga”, concluiu.

foto: Fernando Tanaka/Copel Telecom/Maringá

(Mundial Sub-21) Brasil passa pelo Japão e segue com 100% de aproveitamento

No encerramento da fase classificatória do Mundial Sub-21, a Seleção Brasileira derrotou o Japão por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/20 e 25/21, em Ceske Budejovice, na Repúplica Tcheca. Com o triunfo, o time verde e amarelo somou nove pontos no Grupo D, ou seja, manteve o 100% de aproveitamento (três vitórias em três jogos), além de não ter perdido nenhum set até o momento na competição.

Já garantido na segunda fase, o treinador Nery Tambeiro aproveitou o duelo contra os japoneses e deu ritmo de jogo aos atletas que participaram menos nas partidas anteriores. Mesmo assim, o ritmo da equipe não diminuiu. O oposto Davy foi o principal destaque e anotou 17 pontos.

“Nós preparamos cada jogador nosso para este jogo, os japoneses são muito guerreiros. Foi um jogo parelho. Após o final do primeiro set vimos que era preciso dar ainda mais de nós mesmos em quadra. Tínhamos certeza de que esta partida seria uma batalha, e ao longo dos sets encontramos nosso caminho e impusemos o nosso ritmo”, contou o técnico Nery Tambeiro.

O Brasil entrou em quadra com o levantador Matheus Brasília, o oposto Roque, os centrais Gabriel Bertolini e Daniel Mascarenhas, os ponteiros Birigui e Alexandre Elias, e o líbero Maique. Entraram Luís Rodrigues, Davy, Pablo Natan e Barreto. Agora o time brasileiro só entra em quadra na próxima terça-feira, mas aguarda ainda o encerramento da rodada para conhecer os adversários da segunda fase.

foto: FIVB/Divulgação

UM Itapetininga confirma mais seis reforços para temporada de estreia

Novidade para a temporada 2017/2018, o UM Itapetininga segue se reforçando de olho no Campeonato Paulista – Divisão Especial e na Superliga B. Depois de confirmar o técnico Fabiano Magoo e cinco jogadores, a diretoria do time paulista anunciou a contratação de mais seis reforços, além de definir a comissão técnica com mais três integrantes.

Chegam para reforçar o UM Itapetininga, o oposto Gregore, mais conhecido como Baiano, que estava no Brasil Kirin; o líbero Guilherme Kachel, que vestiu a camisa do Montes Claros na temporada passada; os ponteiros Luan, destaque da Upis na última Superliga B, e Guilherme Emina, que atuou pela Apan/Barão/Blumenau também na última Superliga B. Além deles vem do exterior o levantador Hiago Garchet, que estava no voleibol universitário norte-americano, atuando pelo Ball State, e o central Mário Júnior, que estava no Mellila, da Espanha.

Na comissão técnica Fabiano Magoo terá a companhia do assistente-técnico Ricardo Murbach (ex-São Bernardo), do preparador físico Ricardo Muller (ex-Brasil Kirin) e do estatístico Isac Ramos (ex-Caramuru/Castro). A expectativa é fechar o elenco com 16 jogadores, pensando também nos Jogos Regionais e nos Jogos Abertos do Interior.

Confira o elenco:

Levantadores: Hiago Garchet
Opostos: André Nascimento e Gregore Baiano
Centrais: Mário Júnior, Matheus Bispo e Fernando Pilan
Ponteiros: Ademar, Gabriel, Luan e Guilherme Emina
Líberos: Guilherme Kachel

foto: Fredson Souza/MCV

sábado, 24 de junho de 2017

(Mundial Sub-21) Seleção Brasileira bate a China e garante vaga antecipada

Na segunda rodada do Campeonato Mundial Sub-21, a Seleção Brasileira venceu a China por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/21 e 25/16, em Cescke Budejovice, na República Tcheca. Com o resultado, a equipe verde e amarela chegou a seis pontos na liderança do Grupo D, e garantiu, de forma antecipada, a classificação à próxima fase.

O jogo contra a China, cabeça de chave e atual bronze mundial na categoria, era, na teoria, o mais complicado neste início de campeonato. No entanto o saque brasileiro fez a diferença no duelo contra os chineses, foram oito pontos do Brasil neste fundamento, contra apenas dois dos adversários. O ponteiro Victor Barigui foi a figura principal da partida, anotando 21 pontos. O oposto Roque, com 15, também se destacou.

“Nesse jogo de hoje fizemos uma estratégia de usar mais o saque flutuado para dificultar a ação do ataque chinês, e essa era a nossa prioridade hoje (...) Para nós, o jogo mais difícil é sempre o próximo. Amanhã o jogo contra o Japão também será complicado. Nossa linha de pensamento é essa, cada jogo seguinte é o mais difícil. Com isso a gente não perde o foco, estamos sempre ligados no que fazer. Sem dúvida foi uma vitória muito importante que nos deixa em primeiro do grupo. Contra os japoneses temos que continuar a concentração, com os pés no chão, pois sabemos que é a fase de classificação ainda. E depois, na fase seguinte, vamos continuar o nosso crescimento”, explicou o treinador Nery Tambeiro.

O Brasil entrou em quadra com o levantador Matheus Brasília, o oposto Roque, os centrais Gabriel Bertolini e Daniel Mascarenhas, os ponteiros Birigui e Alexandre Elias, e o líbero Maique. Entraram Luís Rodrigues, Davy e Barreto. O próximo compromisso será neste domingo, às 10h (horário de Brasília), contra o Japão.

foto: FIVB/Divulgação

Caio de Prá segue na Romênia e acerta transferência para o Dinamo Bucaresti

Longe do Brasil desde 2013, quando se transferiu do Vôlei Futuro para o Unicaja/Almerica, da Espanha, o oposto Caio de Prá seguirá mais uma temporada no exterior. O jogador de 30 anos e 2,03m foi confirmado como o mais novo reforço do Dinamo Bucaresti, que subiu para a 1ª divisão do voleibol romeno e vem apostando alto para fazer bonito na temporada 2017/2018.

Caio de Prá jogou no Brasil em clubes como São Caetano, UCS, Blumenau e Londrina, e no exterior esteve na Finlândia (Raision Loimu), na Bélgica (Volley Guibertin) e na Suíça (Pallavolo Lugano). Na temporada passada estava no Arcada Galati e ajudou a equipe a ficar na 3ª colocação do Campeonato Romeno, ficando atrás apenas do Craiova (vice) e Zalau (campeão).

No Dinamo Bucaresti, Caio de Prá será comandado por Daniel Rădulescu e terá a companhia, já confirmada do levantador Andrei Georgescu e do líbero Mihai Maries, que foram vice-campeões romenos com o Craiova, além do também levantador ucraniano Dmytro Kozlovskyi, ex-Universitatea Cluj. A diretoria, através do vice-presidente Marian Stephen, espera anunciar mais reforços em breve.

foto: Arcada Galati/Divulgação

sexta-feira, 23 de junho de 2017

(Mundial Sub-21) Seleção Brasileira estreia com vitória sobre o Egito

A Seleção Brasileira Sub-21 estreou com vitória de 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/18 e 25/18, no Mundial da categoria, que acontece na República Tcheca. Com o resultado, a equipe verde e amarela ocupa a primeira colocação do grupo D, que também teve a vitória da China, próxima adversária dos comandados de Nery Tambeiro, neste sábado, às 15h (horário de Brasília), sobre o Japão.

Na partida contra a equipe egípcia os destaques brasileiros foram o oposto Felipe Roque, que ao marcar 15 vezes foi o maior pontuador do confronto, e o ponteiro Victor Birigui, que anotou 11. Os erros adversários também foram um fator importante para a vitória brasileira, foram 25 do time do Egito contra 19 do Brasil.

“A estreia é sempre difícil. Mas não importa qual time está do outro lado da rede, é preciso dar o máximo. Tínhamos a expectativa de começar bem na competição e foi o que aconteceu”, contou Nery Tambeiro, que começou o jogo com Matheus Brasília, Felipe Roque, Gabriel Bertolini, Daniel Mascarenhas, Birigui, Honorato e Maique (líbero).

foto: FIVB/Divulgação